Ratinho Júnior lidera pesquisa para governador

Imagem da notícia.

O instituto de pesquisa Real Time Big Data realizou uma pesquisa de intenção de votos contratada pelo grupo RIC, ligado à rede Record de Televisão, para avaliar o cenário da candidatura ao governo do estado e ao senado federal para as eleições de outubro de 2022. A novidade da pesquisa é a inclusão do nome do ex-juiz e ex-ministro da justiça, Sérgio Moro, como pré-candidato ao Senado no Paraná. A pesquisa foi divulgada na segunda-feira, dia 27 de junho.

A pesquisa foi registrada sob o número PR-06518/2022. Os dados foram coletados na modalidade quantitativa telefônica. Ao todo, 1.500 paranaenses, eleitores com mais de 16 anos, foram entrevistados, entre 24 e 25 de junho deste ano. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Na pesquisa para o governo do estado, em que é apresentada a lista com o nome dos candidatos, o governador Ratinho Júnior (PSD) lidera com 42% das intenções de voto; Roberto Requião (PT) tem 16% das citações; Flávio Arns (Podemos) aparece com 5%; César Silvestre Filho (PSDB) tem 3%; professora Ângela Machado (Psol) tem 1% e Solange Bueno (PMN) ficou com 0%. 19% dos eleitores não responderam ou não souberam opinar e 14% declararam que irão votar nulo ou em branco. Nesse cenário, o governador Ratinho Júnior seria eleito em primeiro turno, se computar apenas os votos válidos.

A pesquisa também apurou as intenções de voto para o Senador. No primeiro cenário em que foi incluído o nome de Sérgio Moro, o ex-juiz federal que está filiado ao União Brasil apareceu com 30% dos votos, seguido de Álvaro Dias (Podemos) com 23%, Dr. Rosinha (PT) com 7%, Paulo Martins (PL) com 6%, Aline Sleutjes (Pros) com 2% e Alex Canziani (PSD) e Guto Silva (Progressistas) com 1% cada. Ainda, 11% declararam votar nulo ou branco e 19% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa também apurou as intenções de voto para o Senador. No primeiro cenário em que foi incluído o nome de Sérgio Moro, o ex-juiz federal que está filiado ao União Brasil apareceu com 30% dos votos, seguido de Álvaro Dias (Podemos) com 23%, Dr. Rosinha (PT) com 7%, Paulo Martins (PL) com 6%, Aline Sleutjes (Pros) com 2% e Alex Canziani (PSD) e Guto Silva (Progressistas) com 1% cada. Ainda, 11% declararam votar nulo ou branco e 19% não souberam ou não quiseram responder.