Subseção de Ivaiporã da OAB inicia campanha do agasalho

Presidente da Subseção de Ivaiporã, Valdir de Freitas Júnior e vice-presidente da Cma, Kelly Carneiro falam sobre campanha

Presidente da Subseção de Ivaiporã, Valdir de Freitas Júnior e vice-presidente da Cma, Kelly Carneiro falam sobre campanha

A Comissão das Mulheres Advogadas da Subseção de Ivaiporã da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) iniciou no dia 11 de maio, a Campanha do Agasalho 2022, “Sua solidariedade aquece quem passa frio”, que está arrecadando roupas, mantas e cobertores para as famílias em situação de vulnerabilidade social. A campanha vai até o dia 8 de junho, com pontos de arrecadação e destinação nos municípios de Ivaiporã, Jardim Alegre, Lidianópolis, Cândido de Abreu e Manoel Ribas.

Conforme o presidente da Subseção de Ivaiporã da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Valdir de Freitas Júnior, nesse ano a campanha encabeçada pela Comissão das Mulheres Advogadas foi ampliada para várias comarcas, visto que o compromisso das diretorias da subseção e CMA é trabalhar a questão filantrópica e social. “Contamos com a adesão dos colegas advogados e da comunidade em geral para colaborar com o próximo e atender as entidades que farão a destinação para as famílias que, com a pandemia, tiveram prejuízo na economia doméstica”, destacou o presidente da Subseção de Ivaiporã, lembrando que, no período mais crítico da pandemia de Covid-19, a OAB colaborou com as famílias em situação de vulnerabilidade social com a doação de agasalhos e cestas básicas.

Em Ivaiporã, os pontos de arrecadação dos agasalhos são a sede da Subseção da OAB Ivaiporã, Fatec, Restaurante Quiosque Sírio, Drogaria Onnix, Câmara de Vereadores, Supermercado Paulista e os escritórios de advocacia Ascari e Daufembach e Freitas e Goedert Advogados. Em Manoel Ribas, os pontos de coleta são os escritórios de advocacia Boneti & Silva e Isadora Kobill, além do Supermercado São Fidélis. Os pontos de arrecadação em Cândido de Abreu são o escritório de advocacia em frente à Câmara de Vereadores, com os advogados Camila Terna ou Alan Miranda e escritório Rocha, que fica em frente à rodoviária, com a advogada Ketlyn Cazetta. Em Lidianópolis, o ponto de arrecadação é na Prefeitura Municipal, enquanto em Jardim Alegre, as doações devem ser feitas na Farmácia Drogamais.

Os itens arrecadados serão destinados para o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), Paróquia Espírito Santo e famílias da Apac, em Ivaiporã; Paróquia Nossa Senhora do Rocio, em Jardim Alegre; Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), em Lidianópolis; Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) e Aldeia Indígena, em Cândido de Abreu; Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) e Conselho da Comunidade, em Manoel Ribas.

De acordo com a vice-presidente da Comissão das Mulheres Advogadas da Subseção de Ivaiporã, Kelly Taís Santos Carneiro, o foco da CMA é defender os direitos das mulheres advogadas e em prol de amenizar as dificuldades da sociedade. “Temos atuado e promovido ações que possam resguardar direitos e atender as necessidades da sociedade civil em diversos segmentos com inúmeras campanhas sociais”, citou a vice-presidente, reforçando o pedido para que a sociedade colabore com a campanha do agasalho, visto que uma onda de frio intenso já chegou ao Paraná.