Bolsonaro deve liberar recursos para o Contorno Metropolitano durante visita a Maringá

Imagem da notícia.

Em sua ida a Maringá nesta quarta-feira, 11, o presidente Jair Bolsonaro (PL) poderá assinar contrato destinando R$ 253 milhões para obras do Contorno Sul Metropolitano, além de R$ 80 milhões para custear desapropriações na linha prevista para a passagem da rodovia.

A notícia foi dada pelo deputado federal Ricardo Barros (PP), líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, durante a solenidade de abertura da Expoingá 2022, sexta-feira, diante do governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior (PSD), secretários de Estado, deputados, prefeitos da região e outras autoridades.

De acordo com Barros, foi o próprio governo federal quem confirmou a ele pouco antes de entrar para a cerimônia de abertura da Expoingá.

O Contorno Sul Metropolitano é um projeto que começou a ser definido há mais de 10 anos e em alguns momentos chegou a ter os recursos liberados para seu início, mas, por questões externas, o governo teve que voltar atrás.

Quando for executada, a nova rodovia terá uma extensão de 32,4 quilômetros e passará por Maringá, Paiçandu, Marialva e Sarandi, sempre por fora das áreas urbanas.

O presidente é esperado em Maringá para visitar a Expoingá 2022, assim como fez em Londrina algumas semanas atrás. Sua chegada à cidade, de avião, está prevista para as 15 horas e em seguida ele segue para o parque de exposição.

Bolsonaro esteve em Maringá em outubro de 2021 para inaugurar obras realizadas no Aeroporto Regional executadas com recursos federais.