Catedral de Maringá recebe carrilhão com meio século de atraso

Imagem da notícia.

Como parte dos festejos alusivos aos 50 anos da Catedral Metropolitana Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, de Maringá, acontece neste domingo a inauguração do carrilhão com sete sinos que acaba de ser instalado. A inauguração acontece durante missa presidida pelo arcebispo metropolitano dom Severino Clasen, que contará com a participação também dos bispos das dioceses de Umuarama, Paranavaí e Campo Mourão, que integram a Província Eclesiástica de Maringá.

O carrilhão está sendo inaugurado com um atraso de meio século. Ele foi idealizado pelo bispo diocesano dom Jaime Luiz Coelho quando da construção da Catedral, que acabou inaugurada em maio de 1972 sem os sinos devido às dificuldades para a instalação em uma construção em formato de cone. Em todos esses anos foi usado um sino eletrônico.

A primeira Catedral de madeira possuía dois sinos, que ficaram devidamente guardados por este período. Os cinco novos sinos foram doados por famílias da comunidade da catedral e produzidos por uma empresa de Piracicaba – SP; todos em bronze. Cada um terá a função de produzir uma nota musical.

Escala musical completa

Os sinos receberam nomes específicos. Os antigos sinos já tinham sido batizados de “Santíssima Trindade” – fazendo referência à paróquia Santíssima Trindade, nome da primeira Catedral, a de madeira; e Nossa Senhora Aparecida.

Os demais sinos receberam os nomes conforme as invocações da Ladainha de Todos os Santos:

“Santíssima Trindade”, o maior deles, com 550 quilos, que produz a nota Sol; “Nossa Senhora da Glória”, o segundo maior, com 410 quilos, que dá a nota La; “São Miguel Arcanjo”, de 310 quilos, afinado em Si; “São João Batista”, 210 Kg, nota musical Dó; e “São José”, de 155 Kg, nota Ré.

Os dois sinos antigos pruduzem as notas Mi e Fa. O sino com o nome da antiga Catedral de madeira, Santíssima Trindade, pesa 110 quilos. Já o sino dedicado a Nossa Senhora Aparecida é de 56 quilos.

Historicamente, os sinos ressoam para marcar as horas do dia, o anúncio de acontecimentos, grandes datas da Igreja e para chamar os fiéis para as celebrações.

Os novos sinos cumprirão em parte essa tradição, sendo badalados antes das missas e nos grandes acontecimentos da Igreja local e universal. Em respeito à vizinhança os sinos não serão badalados na primeira missa da manhã nem marcará as horas do dia.

Coro e orquestra UniCesumar

Após a celebração da Santa Missa, a praça da Catedral será palco de um concerto comemorativo oferecido pelo Coro e Orquestra Filarmônica UniCesumar a partir das 20 horas.

Durante o evento na praça, a Câmara Municipal irá conceder o título de Consagração Pública à Arquidiocese de Maringá por ocasião dos 65 anos da Arquidiocese e o Brasão do Município à paróquia da Catedral, por ocasião dos 50 anos da igreja.

A programação deste domingo, 8, faz parte do calendário do Ano Jubilar da Catedral de Maringá, que encerra-se em 15 de agosto, Dia de Nossa Senhora da Glória, padroeira da cidade.