PM de Jardim Alegre prende quadrilha suspeita de furtar jóias e celulares

Imagem da notícia.

A Polícia Militar de Jardim Alegre prendeu na manhã de quinta-feira, 17 de março, na Avenida Tancredo Neves, área central de Jardim Alegre, sete pessoas suspeitas de furtar jóias e celulares na região. Além de diversas jóias, foram apreendidos seis aparelhos celulares e R$ 745.

De acordo com o boletim de ocorrência, a equipe RPA de Jardim Alegre recebeu denúncias de que algumas pessoas estariam aplicando golpes e furtando alianças das pessoas, e que um dos criminosos ofereceu ao denunciante uma aliança pelo valor de R$ 1.000,00.

Um fato semelhante ocorreu na cidade de Lunardelli na quarta-feira, dia 16, onde foi subtraída uma aliança. De imediato, a equipe policial compareceu ao local, mas os criminosos já havia se evadido sentido rodovia, que dá acesso às cidades de Lunardelli e Lidianópolis, com os veículos GM Vectra, VW Parati e Fiat Strada. Após alguns minutos, a equipe viu um veículo Parati com as características repassadas e logrou êxito em abordá-lo, sendo conduzido por um cidadão de 25 anos e uma mulher de 23 anos, que alegaram ser ciganos.

Enquanto a equipe realizava a mencionada abordagem, apresentou-se no destacamento um cidadão vítima dos suspeitos juntamente com o denunciante, onde relatou que as pessoas que o solicitante mencionou que subtraíram a aliança de ouro dele com o nome gravado da esposa pesando 8,5 gramas no valor aproximado de R$ 5.000,00. Em ato contínuo, a equipe enviou uma foto dos abordados para a vítima, que confirmou ser o casal do golpe. Questionados onde estaria a aliança, o casal mencionou que a aliança estaria na Fiat/Strada.

A equipe, após conduzir os envolvidos para o destacamento policial, continuou diligências, onde próximo a uma fábrica de couros, logrou êxito em abordar o veículo GM/Vectra, sendo abordados um homem de 53 anos e outro de 22 anos, sendo encontrado com de 53 anos a aliança subtraída embrulhada em um papel com o nome gravado relatado pela vítima, posteriormente reconhecido também pela vítima. Questionados onde estariam o resto da quadrilha, relatou que ele deixou sua esposa com um filho e sua nora em Lunardelli e a Strada teria tomado sentido Peabiru. Eles foram localizados pela equipe de Lunardelli.

Ao fim todos envolvidos encaminhados ao DPM juntamente com os dois veículos. No destacamento, em minuciosa vistoria ao GM/Vectra foram localizadas duas correntes de prata com pingentes, uma aliança de prata, uma corrente dourada com pingente com nome de Danielle, uma corrente dourada com pingente de cruz, uma corrente dourada com dois pingentes, sendo um de cavalo marinho e outro de ferradura com cavalo no centro, uma pulseira infantil dourada em nome de Luiz Felipe, uma aliança dourada em nome de Rogério com data de 03/01/2003, um par de brincos dourados, uma pulseira cor de bronze, dois relógio dourado marca lince um masculino e outro feminino, duas alianças douradas lisas sem nomes, duas alianças douradas com pedras transparentes, um brinco dourado de argola grande, um celular marca Xiaomi modelo poco cor azul e R$ 345.

Já na Parati, foram encontrados R$400, um celular Motorola Lilás escuro, um celular Samsung cor branco e dourado e uma gaiola contendo dois passarinhos. Vale ressaltar que diante do relato da vítima bem como do solicitante/testemunha e com as pessoas apresentadas a eles, estes relataram que os envolvidos seriam uma quadrilha onde as mulheres fazem a abordagem e praticam o furto das joias e os homens tentam vendê-las.

Diante os fatos narrados bem como os objetos localizados, os veículos foram encaminhados ao pátio por irregularidades e todos envolvidos foram encaminhados para a 54° DPR.

Imagem da notícia.