Atividades de monitoria são desenvolvidas em colégios do NRE de Ivaiporã

Objetivo do programa é desenvolver aprendizagem colaborativa

Objetivo do programa é desenvolver aprendizagem colaborativa

Desde o retorno das aulas presenciais, no início de fevereiro, colégios ligados ao Núcleo Regional de Educação de Ivaiporã voltaram a oferecer atividades de monitoria do programa Aluno Monitor, incorporado dentro do projeto político pedagógico da escola.

O programa Aluno Monitor tem caráter pedagógico, objetiva a melhoria da aprendizagem e a valorização do protagonismo dos estudantes. Os alunos monitores são selecionados de acordo com o bom rendimento em sala de aula e pela disponibilidade de ajudar os colegas de maneira colaborativa. “A monitoria é uma prática importante já implementada em nossas escolas da rede estadual de ensino. Tal ação propicia que o aluno-monitor se torne também um agente ativo na sua formação, contribuindo com a apropriação de conteúdos do outro colega (alunos expostos à ação de monitoria)”, referiu a técnica responsável pelo Aluno Monitor, Ellen Mara Ramos Reis.

Conforme Ellen Mara, o programa poderá ser desenvolvido pelo aluno-monitor, apoiado pelo professor regente, durante a aula regular no turno em que estuda bem como no contra turno escolar, por meio da orientação e condução de grupos de estudo, no desenvolvimento de atividades de reforço escolar, atividades de tira-dúvidas ou em outras ações que atendam às expectativas dos estudantes, sob a supervisão da escola.

Quando realizado no contra turno escolar poderá, até no limite de 40 horas anuais, compor o registro do histórico escolar do estudante.

Para exercer a função de aluno-monitor, o estudante deve atender aos seguintes critérios: ter iniciativa, compartilhar conhecimento, ter bom desempenho nas disciplinas, competência comunicativa, repertório cultural, empatia e disponibilidade para comparecer às reuniões de orientação, organizadas pela equipe gestora.

O programa aluno-monitor será desenvolvido durante o ano letivo, considerando o diagnóstico das aprendizagens dos estudantes, elaborados pelos professores regentes das disciplinas da matriz curricular, independente do período avaliativo. “A articulação e o contato entre professores regentes e monitores devem ser constantes e os encontros periódicos serão fundamentais para o sucesso das ações planejadas”, comentou Ellen Mara.

Como incentivo, poderá ser registrado no histórico escolar do estudante uma carga horária de até 40 horas anuais, referentes à monitoria realizada em contra turno para os estudantes da mesma etapa de ensino, no campo de Atividades Complementares com “Programa Aluno-Monitor”, com anuência do Conselho Estadual de Educação, conforme Parecer CEE/CP nº 02/2019. “O registro no histórico escolar será o diferencial no currículo do Aluno-Monitor, uma vez que muitas empresas têm observado a atuação em monitorias e programas voluntários como critério de contratação e ascensão profissional”, observou a técnica responsável pelo programa.