Jardim Alegre terá ensino em tempo integral para Educação Infantil

Moisés dos Santos, José Roberto Furlan e Jaqueline Barbosa destacam investimentos na educação de Jardim Alegre

Moisés dos Santos, José Roberto Furlan e Jaqueline Barbosa destacam investimentos na educação de Jardim Alegre

Tem início, na próxima semana, a oferta do ensino em tempo integral para a Educação Infantil em Jardim Alegre. A informação foi confirmada pelo prefeito José Roberto Furlan, durante reunião com a secretária municipal de Educação, Jaqueline Barbosa, e com o vice-prefeito Moisés Lnortovz dos Santos.

A secretária explicou que, até o ano passado, os pais tinham a opção de deixar os filhos em tempo integral na Educação Infantil de 0 a 3 anos, mas para a educação infantil de 4 a 5 anos, as crianças ficavam apenas meio período na escola. Para esse ano, o objetivo é que as crianças fiquem em período integral, inclusive, com direito a refeições durante a permanência na escola. “Acredito que, para os pais, isso será muito importante, pois poderão deixar os filhos em um lugar seguro, onde aprenderão e serão bem cuidados”, frisa a secretária.

No entanto, a proposta do município não é que apenas a Educação Infantil seja toda integral. A partir do ano que vem, outras turmas irão aderir a essa modalidade de ensino, de forma gradativa, até que toda a educação de Jardim Alegre aconteça em período integral.

Kits escolares, uniformes e apostilas

A secretária de Educação, Jaqueline Barbosa, também garantiu que os alunos da rede municipal de ensino de Jardim Alegre receberão uniformes escolares completos, além do kit escolar com o material básico para o uso em sala de aula e as apostilas do sistema Aprende Brasil, ligado ao grupo Positivo. “Esse sistema oferece Plataforma de Ensino Digital, cursos de formação para profissionais da educação, avaliações diagnósticas e assessoria pedagógica”, salienta.

Jardim Alegre vai oferecer rateio do Fundeb aos professores

O município de Jardim Alegre deve fazer, nos próximos dias, o rateio das sobras do Fundeb para os professores da rede municipal de ensino. O valor que será dividido entre os profissionais da educação ainda não foi definido pela Secretaria de Educação, que está realizando os últimos estudos com o setor de contabilidade e a assessoria jurídica do município.

Jaqueline Barbosa comenta que a distribuição das sobras é algo inédito em Jardim Alegre, pelo menos nos últimos anos e, por isso, a gestão está fazendo todos os estudos para que não seja cometido nenhum tipo de injustiça.

Para o prefeito de Jardim Alegre, José Roberto Furlan, é uma alegria em proporcionar isso para os professores e tudo o que for de direito dos professores ficará com eles. “Temos a maior alegria em proporcionar isso para eles e não vamos abrir mão da honestidade e transparência, pois estamos juntos e na mesma sintonia”, frisa o prefeito.