Professor de educação física da UEM inicia avaliação com crianças das escolas municipais

Professor Ricardo Carminato e o orientador Wendell Lopes

Professor Ricardo Carminato e o orientador Wendell Lopes

O professor mestre Ricardo Carminato, do curso de Educação Física da UEM de Ivaiporã, iniciou, no mês de fevereiro, a coleta de dados para sua tese de doutorado. O objetivo é avaliar o comportamento sedentário e os níveis de atividade física das crianças de 7 a 10 anos de idade durante uma semana.

Os pais e responsáveis serão contatados por meio das professoras e serão solicitadas informações por meio de questionários e realizados vários testes de aptidão física e coordenação motora com as crianças nas escolas durante o período escolar. A autorização dos pais ou responsáveis será solicitada para a participação das crianças na pesquisa, que será gratuita.

O projeto conta com a parceria e o apoio do Departamento Municipal de Educação por meio da diretora Daiane Soares e, do Departamento de Esportes do município, coordenado pelo professor Marcelo Kloster. A pesquisa, aprovada pelo Comitê de Ética em pesquisa, vinculado ao Conselho Nacional de Saúde - Comissão Nacional de Ética em Pesquisa – CONEP, além de utilizar os dados para a tese de doutorado do professor, servirá para a detecção de talentos esportivos para os projetos realizados em parceria entre UEM (Projeto de extensão Escola de Iniciação e Prática de Modalidades Esportivas Coletiva: Atendimento a crianças e adolescentes de Ivaiporã e região) coordenado e orientado pelos professores doutores William Fernando Garcia e Eduard Angelo Bendrath e Departamento Municipal de Esportes.

“Essa é uma pesquisa inédita no Brasil, é muito importante identificarmos ainda na infância possíveis comportamentos prejudiciais à saúde para que futuras políticas públicas possam agir diretamente na causa de muitas doenças que aparecem na infância, na adolescência e na vida adulta”, enfatiza o professor doutor Wendell Arthur Lopes, que é orientador do doutorado do professor Ricardo e coordenador do Grupo de Estudos em Bioquímica e Imunologia do Exercício – GEBIMEX.

“A participação e envolvimento de toda comunidade escolar, juntamente com os pais e responsáveis, autorizando e colaborando com a pesquisa, é de suma importância para obtenção dos dados e para formulação de estratégias pelos gestores para melhorar a qualidade de vida da população desde a infância”, reforça Ricardo Carminato.

As coletas de dados serão realizadas nas escolas municipais pelo professor responsável juntamente com um grupo de alunos do curso de Educação Física (UEM/CRV) devidamente treinados e capacitados.

Imagem da notícia.