Pitanga entrega três grandes obras para início do ano letivo de 2022

Cmei no Jardim Maravilha será inaugurado no final do mês

Cmei no Jardim Maravilha será inaugurado no final do mês

A Secretaria Municipal de Educação de Pitanga anunciou o início do ano letivo de 2022 para a segunda-feira, dia 7 de fevereiro, em toda a rede de ensino, incluindo as escolas do Ensino Fundamental e Educação Infantil. As aulas retomam de forma presencial para todos os alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, seguindo todos os cuidados para evitar a contaminação pela Covid-19, como o uso obrigatório de máscara, higienização das mãos e distanciamento social.

Para os CMEI´s (Centros Municipais de Educação Infantil), haverá uma reunião com a Vigilância Sanitária do município, para definir se as aulas nas creches aconteceram em tempo integral e para todos os alunos, ou se nesse início de ano letivo, haverá restrições. “Também no dia 7 começam as atividades nos CMEI´s com alunos e professores”, aponta o secretário municipal de Educação, Alfredo Schavaren.

Nos dias 10 e 11 de fevereiro, haverá uma formação continuada aos professores e, nesses dias, não haverá aulas. Com o início das aulas também retorna o transporte escolar, sendo que os transportadores terceirizados participaram, recentemente, de uma reunião com o secretário Alfredo Schavaren para acertar os detalhes do retorno e dos cuidados que terão para a volta às aulas.

O secretário municipal destaca que o início do ano letivo em 2022 será marcado pela entrega de grandes investimentos na estrutura física da rede municipal. Está programado, para o final de mês de janeiro, a reinauguração da Escola Municipal Afonsina Mendes Sebrenki, que recebeu investimentos na ordem de R$ 1 milhão e teve a estrutura totalmente revitalizada e ampliada. Também deve ser entregue, nos próximos dias, a revitalização do Centro Municipal de Educação Infantil Santa Rosa, que foi ampliado e totalmente reformado para atender cerca de 120 crianças, com investimento dos cofres municipais, na ordem de R$ 600 mil. O o município pretende fazer a entrega oficial do CMEI do Jardim Maravilha, cuja obra foi herdada da gestão anterior, estava paralisada e precisou ser relicitada. O município de Pitanga fez um investimento de aproximadamente R$ 300 mil para retomar a construção, além dos recursos de R$ 1,2 milhão que já tinham sido liberados.

A Secretaria Municipal de Educação adquiriu 150 notebooks, que serão destinados um para cada sala da aula, para que o professor possa usar na preparação da aula ou como recurso pedagógico. Além disso, o município está montando um laboratório de robótica e fez a aquisição de mesas digitais, que serão encaminhadas para um dos CMEI´s para ser usado como um projeto piloto.

Recuperação da defasagem educacional

Alfredo Schavaren comenta que a expectativa maior desse início de ano letivo é com o processo de recuperação dos alunos da rede municipal, especialmente aqueles que estão com uma defasagem maior, em função do período de pandemia. “Sabemos que vários alunos foram afetados e, por isso, vamos adotar algumas ferramentas pedagógicas para tentar acelerar esse processo de recuperação do ensino”, frisa.

Sobras do Fundeb

Schavaren comenta que o município de Pitanga fez a devolução, no final do ano, das sobras relativas ao Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica) para os professores e profissionais de educação que atuam nas escolas e CMEI´s. Foram entregues recursos na ordem de R$ 1,5 milhão em sobras para os professores, sendo que cada um dos beneficiários recebeu, na forma de abono, no final do ano, cerca de R$ 4,6 mil líquidos em suas contas. “Essa foi uma forma de valorizar os professores pelo trabalho que desempenharam durante a pandemia”, frisa o secretário Alfredo Schavaren.