Produshow volta a ser realizado em Pitanga após dois anos

Carlos Brandalise e Luiz Carlos Zampier conferem últimos preparativos para o evento desse ano

Carlos Brandalise e Luiz Carlos Zampier conferem últimos preparativos para o evento desse ano

Após ter a edição de 2020 cancelada praticamente uma semana antes de ser realizada, por conta do início da pandemia da Covid-19, e a de 2021 nem ter sido agendada, em função das incertezas do andamento da doença, tem início nessa quarta-feira, 19 de janeiro, e vai até a sexta-feira, dia 21 de janeiro, a edição de 2022 do Produshow, maior evento de tecnologia na agricultura da região central do Paraná, que acontece na unidade de cereais da Producerta em Pitanga, com estandes abertos das 8h00 às 17h00.

O sócio proprietário da Producerta, Luiz Carlos Zampier, comenta que, nesse ano, são 80 empresas participantes, número maior que das edições anteriores. “Tivemos várias empresas que manifestaram interesse e querem participar da Produshow e, a cada edição, tem despertado interesse não apenas dos produtores rurais, mas também das empresas que apresentam seus produtos e melhores condições ao cliente”, frisa.

Zampier comenta que existe uma grande expectativa pela Produshow desse ano, especialmente porque não foi realizado nos últimos dois anos. “Hoje em dia, na agricultura, as coisas acontecem com velocidade muito grande e de dois anos para cá, muita coisa mudou; o produtor tem a expectativa de visitar a feira e ver as novidades”, salienta o organizador do evento.

Uma das características do evento é mostrar a realidade que as culturas enfrentaram durante seu desenvolvimento e, com isso, o que o produtor vai verificar na mostra é o que a estiagem prolongada provocou nas lavouras da região central. “O produtor que vier ao Produshow vai ver a realidade da região; aqui ele vê uma variedade e sabe que ela vai se comportar da mesma forma na propriedade dele, pois o clima e o tipo de solo são praticamente os mesmos e têm a mesma influência; aqui não fazemos irrigação, não maquiamos e não fazemos superadubação”, pontua.

A lavoura que menos sentiu as consequências da estiagem foi a soja e são mais de 50 variedades que estarão na mostra para os agricultores, com as mais variadas genéticas e tecnologias. “De fato, o que chama o interesse do agricultor são as variedades de soja, pois elas têm o maior valor econômico e onde existe um maior empenho dos produtores, além disso, nenhuma empresa lança uma variedade que seja inferior ou que tenha menos produção do que uma que já está no mercado, por isso, teremos excelentes novidades no evento desse ano”, frisa.

No campo, também serão apresentadas variedades de híbridos de milho, feijão, pastagens e exemplares de animais.

Protocolos

Com relação aos protocolos da Covid-19, Zampier comenta que eles serão seguidos no evento, com disponibilidade de álcool gel na entrada e uso obrigatório de máscara. Ele lembra que o Produshow acontece em ambiente aberto e que as barracas do evento são bem ventiladas. Além disso, não será permitida a aglomeração de pessoas. “Não teremos inscrições na entrada e nem abertura oficial para não aglomerar as pessoas e, com o evento ocorrendo em três dias, também ajuda a diluir o público”, comenta.

Ele lembra que o Produshow é um evento gratuito e, apesar do foco ser voltado ao produtor rural, toda a população de Pitanga e região é convidada a prestigiar. “O Produshow é o maior evento de transferência de tecnologia para a agricultura de toda a região. O que aconteceu no Produshow de três anos atrás é muito diferente do que vai acontecer agora e essa é uma grande oportunidade; e recomendamos às empresas que tragam condições especiais”, frisa.

Expectativa é positiva para evento de 2022

Expectativa é positiva para evento de 2022