Esquadrão antibombas é chamado a Manoel Ribas para desativar “foguete” que caiu em residência

Operação evitou que danos maiores fossem causados ao imóvel

Operação evitou que danos maiores fossem causados ao imóvel

Na madrugada do domingo, 9 de janeiro, a Polícia Militar de Manoel Ribas foi acionada para comparecer a uma residência, onde um homem de 37 anos relatou que o telhado da sua casa foi danificado por pedaços de fogos de artifício que caíram durante a queima de fogos realizada nas comemorações do aniversário de Manoel Ribas. Tratava-se de um objeto esférico, que ficou parado em cima de uma cadeira.

O solicitante foi orientado para não tocar no objeto e aguardar a chegada da equipe policial. Os policiais militares identificaram o objeto, que aparentava de grande carga de projeção e, para evitar que alguém pudesse se ferir, foi entrado em contato com o esquadrão antibombas do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

A equipe especializada fez o procedimento retirando o explosivo da residência e conduzindo a um local seguro, onde foi detonado e, com isso, evitando risco aos moradores, que puderam retornar para a casa.