Comandante da PM de Ivaiporã se pronuncia sobre carta divulgada por policias nas redes sociais

Major Robson se pronuncia sobre carta publicada em redes sociais

Major Robson se pronuncia sobre carta publicada em redes sociais

O comandante da 6ª Companhia Independente da Polícia Militar de Ivaiporã (CIPM), major Robson Falk Vieira, convocou uma coletiva de imprensa, na sexta-feira, 26 de novembro, para se pronunciar sobre uma carta divulgada em redes sociais, assinada pela RPA (equipe de patrulhamento de área) do município.

Na carta, os policiais militares reclamavam sobre um suposto excesso de serviço e alterações nas escalas de trabalho, que estariam os sobrecarregando. A manifestação foi publicada e compartilhada em grupos de mensagens no final de semana do feriado do aniversário de Ivaiporã e o comandante da PM se pronunciou após realizar uma reunião com todos os policiais da tropa, para avaliar a questão da escala, o que aconteceu na quinta-feira, dia 25 de novembro.

Na entrevista, o major disse que foi pego de surpresa com a divulgação da carta, principalmente, porque a mudança na escala dos policiais partiu de um estudo realizado para otimizar a aplicação do efetivo em Ivaiporã. O comandante nega que teria ocorrido um aumento de carga horária e os policiais militares continuaram trabalhando as mesmas 42 horas semanais. Ele não entrou em mais detalhes sobre a formatação da escala, por uma questão de sigilo e de estratégia de segurança pública. “Um policial se identificou como representante da tropa, mas ele não consultou os demais antes de se manifestar e, inclusive, foi questionado pelo meu comandante e, com isso, resolvemos voltar a escala de trabalho tradicional da Polícia em Ivaiporã”, disse o major, mesmo com a manifestação de muitos policiais que gostariam que se mantivesse a escala que havia sido implementada e teria gerado a insatisfação desse policial militar. Mesmo assim, antes de definir qual escala seria realizada, o comandante fez uma reunião com todos os policiais e, como não houve 100% de aceite, a PM de Ivaiporã voltará a atuar na escala que havia anteriormente.

Major Robson comenta que a nova escala seria benéfica para os policiais, pois abriria a possibilidade de fazer uma escala extra voluntária nos momentos de folga dos policiais, quando recebem um bônus financeiro, quando se voluntariam.

Sobre a atitude do policial que externou a situação de escala, será aberta uma sindicância, porque o regulamento diz que militares estaduais precisam esgotar todos os canais de comando. “Ele não me procurou para fazer uma reclamação formal sobre a escala e simplesmente fez essa carta e quem vê entende que estamos escravizando a tropa e isso não está acontecendo”, garante o comandante da PM de Ivaiporã.