Menina de 6 anos de Manoel Ribas sonha conseguir cadeira de rodas motorizada para amigo

Emanuelly Rodrigues ao lado do amigo Lito Moreto

Emanuelly Rodrigues ao lado do amigo Lito Moreto

A pequena Emanuelly da Luz Rodrigues, de apenas 6 anos, emocionou os pais e professores com uma atitude simples, mas que demonstra o coração puro de uma criança. Com a proximidade do Natal, as crianças começam a escrever cartinhas ao Papai Noel, como forma de orientar os pais sobre os presentes que querem ganhar no dia 25 de dezembro. No entanto, os pais de Emanuelly, Letícia da Luz Vieira e John Lenon Rodrigues, ficaram surpresos quando foram à caixinha do correio para ver o que a filha tinha pedido. “Ela nos falou que fez uma cartinha para o Papai Noel, mas não disse o que ela tinha pedido; como ela ainda não sabe escrever, ela desenhou e, quando vimos, ela tinha pedido uma cadeira motorizada para o vizinho”, relembra a mãe.

O vizinho citado pela mãe é o senhor Ito Moreto, de 56 anos. Há três anos, ele sofreu um acidente e perdeu o movimento das pernas e das mãos. Ele tem uma cadeira de roda muito simples e não consegue sair de casa com ela e, por isso, a rotina do vizinho é sair na varanda e voltar para dentro de casa. “Ele só sai praticamente para ir ao hospital”, comenta. O desejo de Emanuelly é que o vizinho possa ir à casa dela, que fica em frente, para poder tomar café. A pequena disse em entrevista ao jornal Paraná Centro que, sempre que pode, vai brincar com o amigo. “Eu gosto muito dele, levo os meus brinquedos para a gente brincar; esses dias levei meus tazos e coloquei no meio dos dedos dele e ele joga para trás; e assim eu brinco com ele”, relata a criança.

A menina está juntando lacres para tentar conseguir a cadeira de rodas

A menina está juntando lacres para tentar conseguir a cadeira de rodas

A mãe comenta que Emanuelly visita o vizinho praticamente todos os dias e sempre lhe faz companhia. “A atitude dela nos surpreendeu, pois ela disse que queria a cadeira de roda motorizada para que ele pudesse vir aqui tomar café com ela e isso partiu dela mesma, e para nós isso foi bem emocionante e gratificante”, pontua a mãe.

Mas Emanuelly Rodrigues não está esperando apenas a vinda do Papai Noel para conseguir a cadeira de rodas para Ito Moreto. Ela está participando de um projeto da Escola Santa Maria Madalena Postel, onde estuda, chamado lacre solidário, que tem como objetivo juntar os anéis de abertura de latas de alumínio, que são trocadas por cadeiras de rodas, por intermédio de uma ONG. “Quando ficamos sabendo do desejo dela em doar uma cadeira para o amigo, os bisavôs da Emanuelly trouxeram dois sacos de latinhas e ela está tirando os lacres para levar para a escola, pois se ela não conseguir a cadeira com o “Papai Noel”, ela já está arrecadando lacres para tentar de outra forma”, citou a mãe.

Letícia Vieira disse que a filha também procurou a professora Priscila e a diretora da escola para contar sobre a carta e as educadoras incentivaram a menina a continuar com a ideia.

O vizinho Ito Moreto comentou que, todos os dias, a pequena Emanuelly vai até sua casa e lhe faz companhia. Ele mora com a mãe de 73 anos, que tem dificuldades de locomoção. Eles já tentaram levá-lo até a casa dos vizinhos, mas a cadeira que ele tem é muito simples e bastante usada. “Eu não sabia que ela iria pedir a cadeira de roda para mim; quando ela me falou me deu um aperto muito grande no coração, mas ela é uma menina muito doce e companheira”, comenta.