Alunos da região são premiados no Agrinho 2021

Em razão das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, pelo segundo ano consecutivo, a cerimônia de encerramento do Programa Agrinho – maior iniciativa de responsabilidade social do Sistema FAEP/SENAR-PR – ocorreu de forma online, no dia 18 de novembro. A preocupação com a saúde, aliás, permeou toda esta 26ª edição do programa, que se desenvolveu sob o tema: “Do campo à cidade: saúde é prioridade”. A festa, no entanto, fez jus à magnitude do programa, que teve 4,8 mil trabalhos inscritos e premiou 170 participantes.

Mesmo sendo realizado de forma remota, o encerramento reuniu um rol respeitável de autoridades. Entre os presentes, estiveram o vice-governador do Paraná e presidente da Fecomércio-PR, Darci Piana; os secretários estaduais Renato Feder (Educação e Esporte), Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento) e Marcio Nunes (Desenvolvimento Sustentável e Turismo); e o deputado federal Pedro Lupion, que integra a Frente Parlamentar da Agropecuária; além de representantes da Rumo Logística e do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), parceiros do programa.

O presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, mencionou o desafio de, pela segunda vez, adaptar o Agrinho para o formato remoto, já que em boa parte dos alunos e professores estavam impedidos de frequentar as escolas. Por outro lado, Meneguette realçou os esforços conjuntos para levar o programa a alunos das Apaes e das redes pública e privada, de forma remota. Ele também mencionou o foco na saúde, “uma preocupação evidente para nós, nesses tempos sombrios em que vivemos”.

“O Programa Agrinho é isso: uma ferramenta para uso de professores, de forma transversal, para levar a seus alunos conhecimentos sobre saúde, meio ambiente, cidadania, a fim de formar cidadãos conscientes de seus compromissos com a sociedade.

O Agrinho tem sido um sucesso em função da compreensão e do esforço de professores, diretores e secretários de educação dos municípios e também de nossos parceiros”, disse Meneguette.

Representando o governo do Paraná, o presidente da Fecomércio-PR e vice-governador do Estado, Darci Piana, abordou a longevidade do Agrinho, que há 26 anos vem ajudando a transformar alunos em cidadãos, abordando conceitos como defesa do meio ambiente, sustentabilidade e saúde. Na avaliação do vice-governador, o programa vem contribuindo para que o Paraná seja reconhecido internacionalmente por produzir de forma sustentável. “Gostaria de celebrar o mérito do que é feito pelo Agrinho. Não à toa, somos considerados, ao lado do Japão, os territórios mais promissores, que cuidam do seu meio ambiente”, afirmou.

“Queria parabenizar o SENAR-PR e a FAEP por esse programa extraordinário que tem dado exemplo ao mundo inteiro. Ao presidente Ágide, queria parabenizar pela responsabilidade social que o senhor tem e pelo trabalho extraordinário que presta a nossa agricultura e a nossa pecuária”, completou o vice-governador do Estado do Paraná.

Dos 170 trabalhos premiados, cinco deles são da região central do Paraná.

A aluna Mariana Araujo Senkiu, da Escola de Educação Especial Ester Pavan, do município de Santa Maria do Oeste, foi a segunda colocada na categoria redação educação especial com alunos do 1º ciclo.

Arthur José Manrique, da Escola Municipal Vereador Elio M Vieira, de Cândido de Abreu, também foi o segundo colocado na categoria redação para alunos do 2º ano do Ensino Fundamental.

Diego Prezaniuk Romanek, do 4º ano da Escola Municipal de Capinzal II, de Cândido de Abreu, foi o terceiro colocado na sua categoria.

Letícia Duma, do Colégio Estadual Ary Kfuri, de Nova Tebas, foi a campeã na modalidade redação entre os alunos do 8º ano no Paraná; e Thiago da Silva Horodenski, do 3º ano do Ensino Médio, foi o melhor na categoria redação entre os alunos da sua série no Estado.