Ariranha do Ivaí instala nova vala no aterro sanitário

O prefeito de Ariranha do Ivaí, Thiago Epifânio da Silva, esteve no aterro sanitário do município, para vistoriar a abertura de uma nova vala para a acomodação dos resíduos sólidos. O investimento para a abertura da vala e colocação da geomembrana ficou em torno de R$ 100 mil, com recursos próprios do município.

A geomembrana é um dos tipos mais comuns de geossintéticos, utilizada na contenção de rejeitos líquidos e sólidos, desde água potável até resíduos perigosos ou radioativos. Essa manta impede que os líquidos produzidos pela decomposição dos rejeitos depositados na vala infiltrem e contaminem o subsolo.

O prefeito fez questão de agradecer à população de Ariranha do Ivaí pelo trabalho de separação dos resíduos que podem ser reciclados. Com a separação nas residências, apenas rejeitos e resíduos orgânicos vão para vala, o que aumenta a vida útil ao aterro sanitário. “A previsão inicial é que essa vala teria capacidade de absorver os resíduos produzidos durante quatro anos e, com o trabalho de separação e conscientização da população, ela durou cinco anos e isso representou uma economia significativa para o município”, pontua.

Ele solicitou que a população de Ariranha do Ivaí continue com essa conscientização, fazendo a separação e reaproveitamento dos materiais que podem ser reciclados e, com isso, aumentar a vida útil da vala, para que o município não precise abrir uma nova vala em pouco tempo.