Colégio Madre Cândida de Arapuã realiza mostra cultural

Marli Schmitz recebe o prefeito Deodato Matias e a vice-prefeita Carla Salvador na abertura da Mostra Cultural

Marli Schmitz recebe o prefeito Deodato Matias e a vice-prefeita Carla Salvador na abertura da Mostra Cultural

O Colégio Estadual Madre Cândida, localizado no distrito de Alto Lajeado, em Arapuã, realizou entre os dias 17 e 19 de novembro, nos períodos da manhã e da noite, a Mostra Cultural 2021. O evento resultou em mais de 50 trabalhos expostos e envolveu cerca de 50 alunos.

Essa foi a terceira edição da Mostra Cultural e envolveu tanto as atividades presenciais, como também ações nas redes sociais, onde foram disponibilizados vídeos de alguns alunos e de ex-estudantes que fizeram uma participação especial.

A diretora Marli Daniel Schmitz comenta que o objetivo do evento foi envolver toda a comunidade com o desenvolvimento de temas como etnias, trabalhos de conscientização da luta social dos povos afrodescendentes e indígenas e esporte local e, com isso, despertar o sentimento de pertencimento de todos os envolvidos com a escola do campo, de maneira interdisciplinar, onde todos os componentes curriculares direcionam para o foco de uma educação com mais qualidade.

“Espera-se que os estudantes e todas as pessoas envolvidas compreendam o objetivo da mostra, percebam o trabalho desenvolvido em prol da conscientização no que diz respeito ao preconceito, racismo e discriminação em todos os segmentos”, comenta a diretora.

Ela também cita o esforço realizado pelos professores e estudantes e que esse trabalho precisa ser valorizado, pois foi feito com dedicação, amor e força de vontade, refletindo em uma educação de qualidade.

A diretora Marli Schmitz comenta que, desde o início da pandemia, as escolas enfrentaram um grande desafio, que era ensinar as crianças e adolescentes da forma que ninguém esperava. “Precisamos superar nossos medos e inovar a cada dia, sem deixar de realizar um excelente trabalho”, pontua.

Ela destaca que, com o retorno do ensino presencial, foi possível perceber o quanto os estudantes precisavam de uma atenção ainda maior. “Nossos objetivos não foram atingidos totalmente, o que é normal em um ensino remoto e, assim, nosso trabalho se intensificou ainda mais, sendo necessária a retomada de conteúdos constantes, pensando no desenvolvimento de cada um deles. Aos poucos, fomos nos adaptando, mas estamos superando os desafios”, frisa a diretora.

Imagem da notícia.
Imagem da notícia.
Imagem da notícia.