Prefeito de Manoel Ribas avalia primeiro ano de gestão

José Carlos Corona, prefeito de Manoel Ribas

José Carlos Corona, prefeito de Manoel Ribas

O prefeito de Manoel Ribas, José Carlos Corona, fez uma avaliação do primeiro ano de gestão. Ainda faltando cerca de 40 dias para o término do ano, ele destaca as principais dificuldades de 2021, principalmente a questão do combate à pandemia da Covid-19, que fez com que muitas ações ficassem limitadas, já que o foco principal era a área da saúde.

Ele salienta que por si só, o primeiro ano já apresenta dificuldades, pela questão de adaptação, mas especialmente em 2021, vários foram os fatores que dificultaram o trabalho na prefeitura. Um deles é a inflação, que trouxe um aumento considerável de custos, especialmente em dois insumos que são muito utilizados e adquiridos pela prefeitura, medicamentos e combustíveis. Além disso, havia uma previsão orçamentária de receitas na ordem de R$ 60 milhões, mas isso não deve se concretizar e irá ficar entre R$ 48 milhões a R$ 50 milhões. “Trabalhamos com o orçamento elaborado na gestão passada e ficamos limitados a isso; tivemos muitos custos adicionais por conta do aumento de preços, por isso, o foco principal do trabalho foi na área rural, onde realizamos adequações de estradas para melhorar o escoamento da produção e fizemos investimentos em equipamentos para a saúde, como um novo raio-X digital”, comenta o prefeito.

Mesmo com todas essas limitações, o município ainda conseguiu fazer importantes investimentos e deve receber, nos próximos dias mais, 5 veículos para o atendimento da saúde e 8 veículos para o Departamento de Educação. “Ainda tem muito para acontecer até o final deste ano e tenho certeza que, a partir de 2022, as coisas vão melhorar bastante, pois vamos trabalhar com um orçamento elaborado pela nossa gestão e dentro da realidade do município”, cita Corona.