Dicas necessárias à competência linguística

Muitas são as dicas necessárias à competência linguística, dada a necessidade de aprimorá-la sempre.

– A cores / Em cores

Concebida por uma considerável parte dos gramáticos, a expressão “em cores” se revela como adequada.

– Emergir /Imergir

Novamente nos deparamos com duas palavras parônimas, cujo sentido se revela por:

emergir – vir à tona

imergir – mergulhar

- Mau / Mal

“Mal”, na qualidade de advérbio e substantivo, se opõe a “bem”: Ele se comportou muito mal (advérbio); o mal sempre será vencido (substantivo).

“Mau”, atuando como adjetivo, opõe-se a “bom”: Ele é um mau aluno.

– Meio dia e meio ou meio dia e meia?

Equivale dizer que a expressão se refere a 12h30min, isto é, meio dia + meia hora. Portanto, torna-se adequada a expressão “meio dia e meia”.

– Quando eu ver ou quando eu vir?

Quando expressos no futuro do subjuntivo, são usados desta forma:

Se você a vir passeando por aqui, chame-a.

Se você vier amanhã, avise-me.

– Ratificar e Retificar

Palavras parônimas. “Retificar” significa “corrigir”; e “ratificar” expressa o sentido de “confirmar”: O diretor ratificou a presença dele no evento.

O texto já foi retificado.

– Cessão /Sessão e Seção

Revelando-se como palavras homônimas, temos que:

Seção (secção) = parte. Os livros se encontram nesta seção.

Sessão = reunião. A sessão começará às 20h30.

Cessão = ato de ceder, dar. A cessão de direitos foi transferida a ela.

– Um dos que foi/ um dos que foram

A maioria dos gramáticos atesta que caso o sujeito seja formado pela expressão “um dos que” o verbo deverá permanecer no plural. Ele foi um dos jogadores que mais se sobressaíram durante o campeonato.

– Tachar / taxar

“Tachar” representa o ato de “censurar, acusar, colocar defeito em”. Não o tache de preguiçoso, pois poderá magoá-lo.

“Taxar” significa “estabelecer, fixar preço”. Taxaram todas as mercadorias recém-chegadas.

– Para eu ou para mim?

O pronome pessoal do caso reto sempre atua como sujeito do verbo, como em: O trabalho é para eu fazer.

Já o “mim” funciona como complemento verbal, indicando o alvo de alguma ação: Os documentos foram entregues a mim.

– É Proibido / Proibida a entrada

Quando dizemos que é “proibido entrada”, estamos diante de um substantivo (entrada) tomado em seu sentido amplo, genérico, mesmo porque esse não se encontra demarcado por nenhum determinante. Já quando dizemos que é “proibida a entrada”, uma vez que o substantivo (entrada) se encontra demarcado pelo emprego do determinante (artigo), a concordância prevalece, permanecendo no feminino.

– Viajem / Viagem

“Viagem” se refere a um substantivo. A viagem que fizemos foi inesquecível.

“Viajem” representa uma das flexões do verbo “viajar”. Espero que eles viajem com cuidado.