Nova direção do Colégio Érico Veríssimo fala sobre projetos para mandato

Marcela Campos e Vivian Quinto

Marcela Campos e Vivian Quinto

O Colégio Estadual Érico Veríssimo de Faxinal está com nova direção, desde o início do segundo semestre deste ano. A diretora Marcela Maria da Cruz Campos e a diretora auxiliar Vivian Alencar Coutinho Quinto assumem pela primeira vez os respectivos cargos e estão procurando colocar em prática o plano de ações proposto durante o processo eleitoral. No entanto, segundo elas, o que ainda dificulta muito a realização das ações é a pandemia da Covid-19. A professora de artes, Marcela Campos, está assumindo a direção da escola pela primeira vez, mas ela já atuou como diretora auxiliar no mandato da ex-diretora Marilza Rios de Castro Turra. “Sou uma pessoa muito sonhadora, com vontade de fazer muitas mudanças e coisas diferentes, e não apenas na educação, mas também na cultura, no atendimento às necessidades dos alunos e vejo que, na direção da escola, posso contribuir e ter uma voz mais ativa”, comenta a diretora.

Ela frisa que esses primeiros meses estão sendo desafiadores, pois estão ocorrendo várias mudanças. Uma delas, por exemplo, tem relação com a APMF (Associação de Pais, Mestres e Funcionários). Até julho desse ano, o cargo de presidente da associação, geralmente era exercido por um pai de aluno. A partir dessa data, houve uma mudança no estatuto que rege as associações e agora é o diretor da escola que também responde pelo cargo de presidente. Se, burocraticamente, isso facilita a questão de documentação, acaba dificultando a realização de um dos projetos das diretoras, que é justamente trazer a comunidade para dentro da escola. “De certa forma, quando você falava que o pai de aluno era presidente da APMF, ele se sentia valorizado e tinha um incentivo a mais para participar da escola e, agora, temos essa dificuldade a mais para trazer a comunidade para participar da vida escolar”, cita a diretora.

Ela ressalta que um dos projetos é valorizar os ex-alunos que passaram pelo Érico Veríssimo e mostrar para os atuais estudantes que pessoas que passaram por escolas públicas podem fazer a diferença na comunidade. “Também temos vários projetos na área de educação, ação social e parcerias com entidades públicas e privadas, além de uma série de campanhas que pretendemos desenvolver, mas temos que dar um passo de cada vez, especialmente na questão que envolve a pandemia”, cita.

Novos desafios

Além dos projetos que estão no plano de ação, a direção do colégio tem dois desafios grandes para o próximo ano. O primeiro é a implantação do novo ensino médio, que no Érico Veríssimo será em tempo integral. A diretora comenta que ainda receberam poucas informações de como será a implantação desse novo modelo e que, nos próximos dias, deve receber mais instruções sobre o tema.

Além disso, o Érico Veríssimo também deve receber um novo curso de Ensino Médio, na modalidade subsequente de Agronegócios, que se junta ao curso profissionalizante de Formação de Docentes e também de ensino fundamental. “Além disso, temos o Mais Aprendizagem, Sala de Recursos, Celem Libras e Celem Espanhol”, frisa.

Direção Auxiliar

A diretora auxiliar Vivian Alencar Coutinho Quinto é funcionária do setor administrativo da escola e salienta que nunca tinha pensando na ideia de atuar na direção, até que a professora Marcela a convidou para ser diretora auxiliar. “Quando ela entrou em contato comigo foi um choque, pois sempre estive nos bastidores e nunca pensei em estar à frente, mas eu acabei aceitando, pois quando estamos em um local que gostamos, queremos o melhor e acredito que posso somar e ajudar muito na direção”, frisa a diretora auxiliar.