Identificado homem que faleceu no Rio Pindaúva

Imagem da notícia.

Por volta das 10h00 desse sábado, dia 16 de outubro, o Corpo de Bombeiros de Ivaiporã conseguiu retirar de um rio, afluente do Pindaúva, o corpo do homem que morreu no local, entre a noite da sexta-feira, 15 de outubro, e a madrugada do sábado, 16. Trata-se de Gilson Reghini, 33 anos, morador de um sítio próximo à Vila Rural de Ivaiporã.

O Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar e o IML (Instituto Médico Legal) foram acionados por volta das 7h00 desse sábado, quando moradores da região que passavam a pé pelo local viram o corpo no rio. Ele pilotava uma motocicleta Honda Broz 150 e seguia pela estrada que liga a Vila Rural à estrada principal de acesso ao distrito de Santa Bárbara.

A ponte que fica sobre o rio rodou no final da tarde da sexta-feira, dia 15 de outubro.

Em um vídeo postado em grupos de whatsapp, percebe-se que ainda havia luz do dia, quando foram feitas as imagens do local, com a ponte já danificada. A hipótese mais provável é que o condutor da moto seguia para sua casa e não percebeu que a ponte havia sido levada pelas águas e caiu no rio.

Como não houve testemunhas do acidente, não é possível precisar o horário que ele caiu no rio; no entanto, o proprietário da motocicleta usada pelo rapaz e que trabalha com ele, disse que Gilson deixou seu carro na residência de seus patrões, em uma outra propriedade rural, e pegou a motocicleta emprestada para ir para casa. O último contato com a vítima teria ocorrido por volta das 19h00 da sexta-feira.

O IML de Ivaiporã recolheu o corpo, que deve ser liberado para a família na sequência.

Imagem da notícia.
Imagem da notícia.
Imagem da notícia.
Imagem da notícia.