Major Robson assume comando da 6ª CIPM de Ivaiporã

Major Robson é o novo comandante da 6ª Cipm de Ivaiporã

Major Robson é o novo comandante da 6ª Cipm de Ivaiporã

A 6ª Companhia da Polícia Militar de Ivaiporã tem um novo comandante. Na semana passada, o major Robson Falk Vieira assumiu o comando da corporação na região e vai ser o responsável pelo policiamento ostensivo e preventivo na região, em todos os 14 municípios jurisdicionados à companhia de Ivaiporã.

Ele assume no lugar do major Élio Boing que, no final do mês de março, foi transferido para Londrina. Durante esse período, o tenente Vinícius de Castro respondeu interinamente pela Companhia Independente.

Major Robson é natural de Curitiba e se formou na escola de formação de oficiais em 1997 e, no mesmo ano, foi transferido para o 2º Batalhão da PM em Jacarezinho, onde permaneceu por aproximadamente 23 anos. “Foi um período praticamente todo dedicado àquele batalhão e chegou a hora de percorrer novos caminhos e assumi esse desafio de comandar da 6ª CIPM de Ivaiporã”, frisa.

Major Robson destaca que não conhecia o município de Ivaiporã, mas que se surpreendeu com a boa estrutura. Ele reconhece, no entanto, que a Polícia Militar de Ivaiporã precisa de alguns investimentos, principalmente, de efetivo. “Existem alguns municípios da região em que a Polícia Militar não consegue manter o policiamento 24 horas e para solucionar esse problema e suprir essa demanda por efetivo, vamos brigar por uma escola de formação de policiais, com pelo menos 40 vagas para a nossa região”, frisa.

Com relação às viaturas, ele salienta que os veículos que atendem Ivaiporã estão em boas condições, por se tratarem de carros novos, mas as que atendem os demais destacamentos já estão mais usadas e também será feito um pedido ao Estado para que encaminhe viaturas mais novas para atender os demais municípios da região.

Ele salienta que a população da região pode esperar um trabalho com seriedade e comprometimento. “Viemos para ficar e nos dedicar ao trabalho; vamos procurar conhecer a realidade e, a partir desse primeiro diagnóstico, identificar as necessidades e intensificar as operações”, comenta.

Major Robson caminha ao lado do tenente Augusto

Major Robson caminha ao lado do tenente Augusto