Grupo Flor de Lotus incentiva mulheres na luta contra o câncer

No mês da campanha de combate ao câncer de mama, grupo Flor de Lotus realiza várias ações de conscientização

No mês da campanha de combate ao câncer de mama, grupo Flor de Lotus realiza várias ações de conscientização

Fundado a partir de uma ação da Acisi Mulher em 2019, quando formaram um coral para se apresentar em um evento da entidade comercial, o grupo Flor de Lotus Ivaiporã, que no início tinha 12 mulheres, e hoje conta com mais de 50 que já passaram ou estão passando pelo tratamento contra o câncer, busca oferecer apoio e trocar experiências com mulheres que estão atravessando algum estágio da doença.

Com a pandemia de Covid-19, os encontros presenciais ficaram interrompidos por aproximadamente 1 ano e meio, mas a diminuição dos números de contaminações pelo coronavírus possibilitou que as integrantes do grupo voltassem a se encontrar, no início de outubro, mês de prevenção e combate ao câncer de mama.

Elas realizaram, em parceria com a Acisi Mulher e lojas parceiras, o evento “A vida após o câncer”, com o intuito de elevar a autoestima de quem está passando pelo tratamento. “Sentimos a necessidade de estarmos mais presentes e valorizar a vida, porque somos vitoriosas e temos que comemorar”, destacou a coordenadora do grupo Flor de Lotus, Angelita Hungria Pinto Kozan.

Além desse apoio emocional, empresas de Ivaiporã também contribuem financeiramente com o grupo, como é o caso de um salão de cabeleireiro, que lançou um shampoo e, a cada unidade vendida, R$5 serão revertido para o grupo; uma empresa de açaí da cidade vai doar R$3 a cada copo vendido; e uma loja de roupas doará lenços para o grupo. O encerramento será no dia 30 de outubro, quando haverá um chá para as pacientes oncológicas, no Centro da Melhor Idade, além de uma palestra sobre saúde mental com a psicóloga Meire Nunes.

Uma das integrantes mais experientes do grupo é Elza Machado, 63 anos, e que há sete faz tratamento contra um câncer de mama; ela destacou que está curada e só faz acompanhamento, mas que o grupo foi de fundamental importância para ela. “No grupo, passamos força uma para a outra e trocamos experiências, com fé em Deus é possível vencer, mas o trabalho do grupo é muito importante, assim como a ajuda da família e dos amigos, para que as mulheres não desanimem quando descobrem a doença”, afirmou Elza Machado.

Elaine Cristina Medeiros Silvério, 39 anos, foi diagnosticada em 2013 com câncer no colo do útero, após ter tido filho, e participa do grupo Flor de Lotus desde 2019. A jovem contou que passou por sessões de radioterapia, quimioterapia, além da cirurgia de histerectomia total; passados três meses da cirurgia, o câncer voltou de forma mais agressiva, tendo uma pístula na bexiga que necrosou e, algum tempo depois, ela fez a cirurgia de reconstrução da bexiga e se recuperou da doença. “O grupo é importante, porque nele eu encontro mulheres que enfrentaram ou enfrentam a mesma luta que eu”, lembrou.