Polícia Militar Rodoviária Estadual inicia Operação Padroeira

Imagem da notícia.

A Polícia Militar Rodoviária Estadual deu início, às 0h00 da sexta-feira, dia 8 de outubro, à Operação Padroeira. Ela segue até às 23h59 da terça-feira, 12 de outubro, em todas as rodovias estaduais do Paraná. O objetivo da ação, que é padrão em todo o Estado, é intensificar o policiamento para evitar acidentes e abuso por parte dos motoristas, para que as pessoas que se deslocam possam ter mais segurança nas rodovias estaduais.

O comandante da unidade da Polícia Militar Rodoviária de Porto Ubá, cabo Alessandro Belonci, comenta que a expectativa é de um aumento na movimentação nas rodovias durante o feriado e, por isso, todo o efetivo é deslocado para atuar na extensão da rodovia e dessa forma, evitar acidentes. Ele destaca que serão intensificadas as ações de radar, patrulhamento ostensivo e em pontos base.

Ele orienta o motorista que, ao pegar estrada, verifique as condições do veículo antes de sair de casa, respeite os limites de velocidade, evite beber e dirigir e, se estiver chovendo, deve reduzir a velocidade e redobrar os cuidados.

O comandante da unidade da Polícia Rodoviária de Pitanga, sargento Reginaldo Pedroso, informa que todas as ações realizadas nesse período são voltados à prevenção de acidentes e para isso, a corporação vai utilizar todas as ferramentas disponíveis para prevenir acidentes, como o uso do radar e bafômetro. “Isso tudo será feito para evitar o cometimento de crimes e infrações de trânsito”, salienta.

Sargento Pedroso destaca que é normal, quando existe um feriado prolongado, um aumento no número de carros nas rodovias e, por isso, essa estratégia de intensificação do policiamento é definida pelo setor de planejamento e estratégia da Polícia Rodoviária. “Todas as ações realizadas são voltadas à segurança do usuário da rodovia, para que possa sair de sua casa e retornar com segurança; estaremos sempre à disposição dos motoristas para qualquer situação que venham a precisar, afinal, a vida é o nosso maior patrimônio”, frisa.

Imagem da notícia.