Erros de Português - Parte 2

A pedidos, trazemos mais uma versão dos principais erros que as pessoas cometem no uso da Língua Portuguesa. Também podem ser apontados como as principais dúvidas já que permeiam nosso cotidiano.

11. Senão ou Se não

“Senão” tem o mesmo sentido de “caso contrário”. “Se não” é uma expressão que impõe condição.

Se não aprender agora, ficarei desapontado. Senão podemos tentar de outra forma.

Como se não soubesse quais são as suas dúvidas… Mais um exemplo, senão não passamos para o ponto n.º 12.

Leia Senão ou Se não: quando usar?

12. Onde ou Aonde

“Onde” indica a localização de algo. “Aonde” tem o mesmo sentido de “para onde”.

Onde estamos mesmo? No ponto n.º 12. E aonde vamos a seguir? Para o ponto n.º 13.

Leia Uso do Onde e Aonde.

13. Onde ou Em que

“Onde” e “em que” são usados quando fazemos referência a um lugar.

Quando não há referência a lugar somente “em que” deve ser utilizado.

Onde acaba esta conversa? Vamos arejar um pouco e terminar a aula ao ar livre. Lá (naquele lugar, ao ar livre) terminaremos a nossa conversa sobre erros de português.

Sem tempo para conversar mais, aquele livro que indiquei em que há vários problemas gerais com a língua, ajudará você em dúvidas futuras.

14. Ratificar ou Retificar

“Ratificar” é o mesmo que confirmar. “Retificar” é o mesmo que corrigir.

Ratifico que compreendo as suas dúvidas, mas a partir de agora você já consegue retificar algumas.

Leia também Ratificar e retificar: quando usar cada um

15. Entre mim e você ou Entre eu e você

Agora é entre mim e você: vamos acabar com essa dúvida de uma vez!

As preposições vem sempre seguidas de pronomes pessoais do caso oblíquo (mim, ti) e nunca de pronomes pessoais do caso reto (eu, tu).

Isso quer dizer que “entre eu e você” está errado!

16. A fim ou Afim

“A fim” significa finalidade, enquanto “afim” indica semelhança.

A fim de você entender, leia isto com atenção. É este o nosso objetivo afim: esclarecer dúvidas e eliminar erros de português.

Leia A fim ou Afim?

17. Tem ou Têm

A forma “tem” é a conjugação do verbo ter na 3.ª pessoa do singular. “Têm” é a conjugação do verbo ter na 3.ª pessoa do plural.

Ele tem menos dúvidas agora. Eles têm mais chances de escrever melhor.

18. Assistir ao ou Assistir o

“Assistir ao” tem o sentido de ver. “Assistir o” significa dar assistência.

Assisto ao debate na sala de aula. De seguida, assisto os alunos com as dúvidas que discutiram.

19. A nível de ou Em nível de

“A nível de” tem o sentido de nivelar. “Em nível de” é o mesmo que “em termos de”.

Em nível de erros de português, prometo ajudar você a chegar a um nível que nunca tinha chegado antes.

20. Chego ou Chegado

Se a dúvida é qual o particípio do verbo chegar, a resposta é “chegado”: Como sempre, eu tinha chegado atrasado.

É normal que você tenha essa dúvida, afinal há muitos verbos que têm mais do que uma forma de particípio, a regular e a irregular. Por exemplo: aceitado e aceito, matado e morto, prendido e preso.

“Chego” é a conjugação do verbo chegar na 1.ª pessoa do singular do presente do indicativo: Eu sempre chego atrasado.