Colégio Barão do Cerro Azul promove 1º Seminário de Enfrentamento ao Bullyng e ao Suicídio

Psicóloga Jeniffer Pavan fala sobre como ajudar quem sofre bullyng ou tem ideação suicida

Psicóloga Jeniffer Pavan fala sobre como ajudar quem sofre bullyng ou tem ideação suicida

Na sexta-feira, 24 de setembro, aconteceu no auditório da Fatec de Ivaiporã, o 1º Seminário de Enfrentamento ao Bullyng e ao Suicídio do Colégio Estadual Barão do Cerro Azul, organizado pelos estudantes da atividade eletiva “Adolescência em Foco”, e que contou com palestras do juiz da Vara Civil da Comarca de Ivaiporã, José Chapoval Cacciacarro; coordenadora do curso de psicologia da Fatec, Jenifer Pavan; e da médica psiquiatra Ana Carolina Moro Bergamo Cavalcante. No final, os alunos do Grêmio Estudantil realizaram uma apresentação teatral.

Para a realização do seminário, a professora Adriana Cesconeto Moreno realizou uma pesquisa com os estudantes referente ao bullyng que enfrentam na escola. A partir dessa tabulação e aproveitando a campanha Setembro Amarelo, o colégio promoveu o evento, abordando os temas do ponto de vista das penalidades previstas na legislação, importância de procurar tratamento medicamentoso e o que eu posso fazer pelo outro no âmbito da psicologia.

O levantamento apontou que 14% dos alunos do colégio são intimidados, ameaçados ou sofrem outro tipo de violência, seja física, verbal ou psicológica na escola, sendo que 16% dos entrevistados responderam que já praticaram o bullyng. Sobre os motivos que levam uma pessoa a praticar o bullyng, 48% acreditam que os infratores acham divertido e 28% não se sentem seguros na escola quando o assunto é bullyng.

A diretora Sandra Manesco destacou a importância de discutir temas como o bullyng e o suicídio entre adolescentes de 12 a 17 anos. “O resultado do seminário me deixou extremamente satisfeita, pois, com os dados da pesquisa dentro da nossa comunidade escolar, vimos a importância de mostrar que se machuca o outro, não é brincadeira. É fundamental a orientação, o acompanhamento e conscientização referente aos traumas que o bullyng pode trazer, inclusive o suicídio”, explicou Sandra Manesco, mencionando que parte dos alunos ficou na escola assistindo a uma palestra e um filme de reflexão sobre o tema, com a psicóloga Gabrielly Manesco.

Diretora Sandra Manesco e a professora Adriana Cesconeto com os palestrantes José Chapoval e Jenifer Pavan

Diretora Sandra Manesco e a professora Adriana Cesconeto com os palestrantes José Chapoval e Jenifer Pavan