Postos de Ivaiporã já registram escassez de combustível

Fila de veículos é registrada próximo ao posto de combustíveis em Ivaiporã

Fila de veículos é registrada próximo ao posto de combustíveis em Ivaiporã

Desde que foi deflagrada a paralisação por parte dos caminhoneiros e bloqueios nas rodovias em todo o Brasil, teve início uma verdadeira corrida aos postos de combustíveis de Ivaiporã. Durante o final da tarde de ontem, dia 8 de setembro, e início da manhã dessa quinta-feira, dia 9 de setembro, em vários estabelecimentos foram registradas filas de motoristas buscando abastecer seus veículos. O jornal Paraná Centro fez um levantamento entre os postos de combustíveis dentro da cidade de Ivaiporã para verificar a situação. Até as 14h00 dessa quinta-feira, dia 9 de setembro, a situação era a seguinte: no Posto Catuaí I, localizado no Jardim Aeroporto, tinha apenas etanol, já não contava com gasolina e diesel e não tinha previsão para chegada de nova carga; o Posto Catuaí II, localizado no acesso secundário de Ivaiporã, contava com diesel, etanol e gasolina, mas com estoque reduzido; o Posto do Carmo, localizado na Avenida Brasil, estava com estoque normal dos três combustíveis e com previsão e chegada de uma nova carga para a sexta-feira, dia 10 de setembro. O Posto Parorama de Ivaiporã, também localizado na Avenida Brasil, estava com estoques normais para os três combustíveis. O Posto Ivaiporã, localizado na Avenida Ladislao Gil Fernandez, tinha um estoque reduzido de diesel e etanol, também sem previsão de chegada de mais combustíveis.

O Posto União, também na Avenida Brasil, estava com estoque normal dos três combustíveis e receberam nova carga na manhã dessa quinta-feira, dia 9 de setembro. Já o Posto Amigão, localizado na Avenida Brasil, estava apenas com disponibilidade de etanol e um estoque pequeno de diesel e já não contava com gasolina, também sem previsão de chegada. O Paraná Centro não conseguiu contato telefônico com o Posto Carajás de Ivaiporã.

Paralisação

Pelo segundo dia consecutivo, os caminhoneiros e alguns agricultores mantêm as manifestações às margens das rodovias da região. Na PR-466, são três pontos de mobilização: em Pitanga, próximo ao trevo de acesso a Guarapuava; em Manoel Ribas, em frente ao Posto Carajás; e em Jardim Alegre; também em frente ao Posto Carajás. Em todos os pontos de bloqueios, os veículos leves e de passeio têm passagem livre. Caminhões com cargas vivas e produtos perecíveis também estão autorizados a passar e caminhões com outros tipos de cargas estão retidos nos acostamentos.