Localizado corpo do menino que estava desaparecido no Rio Ivaí

Nícolas Fernandes, de 8 anos, é o último a ser encontrado

Nícolas Fernandes, de 8 anos, é o último a ser encontrado

Após dez dias de buscas, as equipes de resgate localizaram o corpo de Nícolas Pacagnan Fernandes, 8 anos, morador da cidade de Maringá, que estava desaparecido desde o domingo, dia 18 de julho. Ele era uma das 9 pessoas que estavam em um barco que virou no Rio Ivaí, após um incidente, na região do Salto Takaki, no município de São João do Ivaí, na divisa com Borrazópolis.

De acordo com o 2º tenente do 1º Subgrupamento Independente do Corpo de Bombeiros de Ivaiporã, Elvi Stofella, o corpo do menino foi encontrado pela equipe do Grupo de Operações de Socorro Tático (GOST), do Corpo de Bombeiros de Curitiba, boiando nas proximidades da Fazenda Costa Rica, a cerca de 15 quilômetros do local onde houve o acidente.

Carlos Pacagnan, avô do pequeno Nicolas, que completaria 9 anos, na quinta-feira, 29 de julho, veio de Foz do Iguaçu e, muito abalado, agradeceu às pessoas envolvidas nas buscas. “Meus únicos netos se foram; agradeço o empenho das equipes e a todas as pessoas que rezaram por nós”, disse o avô aos prantos.

O Instituto Médico Legal de Ivaiporã (IML) foi acionado para recolher o corpo.

A tragédia

A tragédia aconteceu no domingo, 18 de julho, quando nove pessoas que participavam de um almoço em uma chácara saíram em um passeio de barco para conhecer uma piscina natural que existe no rio; porém, quando se aproximaram do Salto Takaki aconteceu o acidente.

Jéssica Malaquias Costa (26 anos), o marido Marcelo de Carvalho da Silveira (26) e o filho do casal, João Vitor Costa de Carvalho (3), moradores de Sarandi, conseguiram nadar até às margens do rio e foram resgatadas com vida.

Além de Nicolas Fernandes, outras cinco pessoas morreram no acidente: Alberony Menegassi de Souza (41 anos), a esposa Patrícia de Souza (33) e a filha do casal Heloísa (4), moradores do distrito de Jacutinga, em Ivaiporã; e Adalberto Fernando Galice (42) e a filha Sophia Pacagnan Fernandes (4), pai e irmã de Nícolas.

Na quarta-feira, dia 21, foram encontrados os corpos de quatro pessoas. Adalberto Fernandes Galice e a filha, Sophia Pacagnan Fernandes e Alberony Menegassi de Souza, e a filha, Heloísa Menegassi de Souza. Na quinta-feira, dia 22, foi resgatado o corpo de Patrícia Miranda da Silva.

Desde então, foram realizadas buscas em superfície pelo 1ºSGBI em conjunto com o GOST - Grupo de Operações de Socorro Tático do Corpo de Bombeiros do Paraná -, Marinha do Brasil, e grupo de voluntários da Patrulha Ambiental de Lidianópolis, com utilização de embarcações e auxílio de mergulhadores em cerca de 4.500 m². Além disso, foi percorrido um trajeto de aproximadamente 1,5 quilômetros com mergulhadores à deriva para identificar as características de fundo e correnteza na tentativa de mapear o possível trajeto percorrido pelo corpo, até o desfecho com a localização do corpo de Nícolas, na tarde de terça-feira, 27 de julho.

Imagem mostra local onde o corpo de Nicolas foi encontrado. Por: Edson Croceta/ec Imagens Aéreas

Imagem mostra local onde o corpo de Nicolas foi encontrado

Fonte: Edson Croceta/ec Imagens Aéreas