Faxinal vacinou mais da metade da população contra a Covid-19

Vacinação avança em Faxinal

Vacinação avança em Faxinal

A Secretaria Municipal de Saúde de Faxinal alcançou quase 52% do total da população vacinada, com pelo menos uma dose, contra a Covid-19. Na segunda-feira, 19 de julho, foram aplicadas mais 300 doses em pessoas acima de 34 anos. Com essas doses, o município chega a 8.840 pessoas já imunizadas.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Fernando Decarle Campos, o resultado é muito gratificante, já que representa o resultado de um árduo trabalho e que aconteceu antes do previsto. Ele destaca que, junto com o avanço da vacinação, houve uma queda no número de casos ativos no município. “Claro que a pandemia ainda não acabou, registramos casos diariamente, mas houve uma queda no número de casos graves e de pessoas internadas nos hospitais”, cita o secretário. Para ele, o aumento da imunização contribui para a redução do número de casos ativos da doença.

Fernando Campos também fala sobre o aumento da procura da vacina. Para ele, a medida que a idade vai sendo reduzida, existe uma procura maior por parte das pessoas. Ele salienta que, no início da vacinação, havia uma certa rejeição à imunização e não era raro ouvir pessoas dizendo que não iriam se vacinar. “A minha percepção, hoje, é que a população entendeu que a única saída que temos é a vacinação e, pelo menos, aqui em Faxinal, a procura pelo imunizante está sendo bem positiva e, assim que elas chegam, são aplicadas rapidamente”, ressalta.

O secretário de Saúde lembra que os últimos quatro meses foram os piores da pandemia, com falta de leitos e insumos e um grande número de pessoas infectadas. “Apesar do momento difícil ter passado, as pessoas ainda precisam manter os cuidados como uso de máscara e distanciamento social, para evitar que volte a ocorrer um aumento de casos”, cita.

Fernando Campos ressalta que tem sido realizado um trabalho de busca ativa da população para tomar a segunda dose. “Temos percebido que existe uma procura menor pela segunda dose, em comparação com a primeira, mas temos casos de pessoas que tomaram a segunda dose em outros municípios e não informam à secretaria municipal. É preciso que as pessoas façam o ciclo completo de imunização”, destaca o secretário de Saúde.