Ivaiporãense faz sucesso nas redes sociais com vídeos motivacionais

Empresária ivaiporãense costuma gravar vídeos dentro do carro

Empresária ivaiporãense costuma gravar vídeos dentro do carro

A descoberta de um câncer de bexiga no final de 2016 fez com que a empresária ivaiporãense Néia Zanardo, 43 anos, iniciasse um projeto diferente na vida dela, que tem feito sucesso e conquistado milhares de seguidores nas redes sociais, com a produção de vídeos motivacionais.

Desde que descobriu o câncer que, no caso dela é altamente recidivo, a empresária já foi submetida a sete cirurgias. Além disso, no ano passado, foram descobertos um câncer de mama e na clavícula, totalizando 10 cirurgias para tratar o carcinoma.

Ao conviver com pessoas que, como ela são pacientes oncológicas no Hospital do Câncer de Londrina, a empresária decidiu enfrentar a doença com vídeos que passam mensagens positivas, de apoio e motivação para aqueles que estão passando por algum estágio da doença ou enfrentando algum outro tipo de problema.

Enquanto aguardava nova fase do tratamento, no início deste ano, Néia Zanardo começou a fazer vídeos para se distrair e o resultado das publicações foi extremamente positivo ao atingir mais de 55 mil seguidores no Tik tok, além de mais de 36 mil no Instagram. “Comecei a gravar alguns vídeos, isso foi tomando corpo, porque as pessoas se identificaram e começaram a gostar. Então comecei a gravar diariamente, dentro do carro, onde a acústica é gostosa e o barulho de fora não atrapalha”, disse.

Néia Zanardo comentou que a inspiração para produzir os vídeos vem da própria força da luta contra o câncer. “Se você se entrega ao receber um diagnóstico de câncer ou de outra doença autoimune, acaba definhando e morre ao receber o diagnóstico de uma doença grave. Para mim, foi um baque terrível, mas eu decidi transformar a dor em uma coisa maior e deixar um legado para melhorar o mundo, viver o presente da melhor forma possível e ter mais empatia pelo próximo”, ressaltou.

Por isso, ela revelou que procura passar para os seguidores o que ela chama carinhosamente de “meus diamantes”, mensagens de amor próprio e valorização do ser humano, e que independente do problema e das dores de cada um, é fundamental se amar para transformar as dores em aprendizado para crescer como seres humanos. “São mensagens que as pessoas gostam de ouvir, elas estão precisando de motivação. Não só quem tem câncer ou alguma outra doença autoimune, mas em tempos de pandemia, as pessoas estão muito fragilizadas psicologicamente e você trazer um pouco de alento, uma palavra de carinho, amor é essencial, porque meu projeto de vida é ajudar pessoas”, acrescentou a empresária.

Ela destacou que não imaginava tamanha repercussão com as postagens e credita a aceitação do público à identificação com os vídeos que geraram reciprocidade de carinho e empatia, o que a motivou a continuar o projeto. “Em uma viagem para o Rio Grande do Sul, para o tratamento do câncer, fiz uma chamada ao vivo à beira do Rio Guaíba, e a partir disso, muitas pessoas do Rio Grande do Sul começaram a me seguir e o número de seguidores cresceu”, finalizou a empresária ivaiporãense.