Frutaria de Borrazópolis cria banca solidária para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social

Thayse Trida e Silvana Mendes mostram banca solidária

Thayse Trida e Silvana Mendes mostram banca solidária

A frutaria Sacolão Big Frutas de Borrazópolis criou, recentemente, a Banca Solidária. No espaço são disponibilizadas verduras e legumes para doação às pessoas em situação de vulnerabilidade social. Segundo Thayse Trida, a ideia nasceu ainda em Faxinal, onde a empresa funcionava até o final do mês de abril, e produtos que não poderiam ir para a banca, por conta de algum defeito ou aparência, mas que ainda estavam aptos para o consumo, eram separados e colocados em pacotes no lado de fora da frutaria para serem retirados por pessoas carentes.

Ela comenta que a ideia foi uma sugestão de sua mãe Tatiane de Souza, proprietária da frutaria, dois meses antes da pandemia. As pessoas passavam pelo local e retiravam os produtos, sem nenhum custo. “Sabemos que pessoas estão passando fome e muitas delas têm vergonha de pedir e, com a banca, as pessoas podem passar e pegar à vontade”, ressalta.

Ela destaca que, no início da pandemia, houve uma queda na procura pela banca, mas não eram raros os dias que todos os produtos disponibilizados eram retirados. “Esperamos também que essa iniciativa sirva de exemplo para outras frutarias e supermercados, para que esses alimentos não se percam e sejam jogados fora”, salienta.

A frutaria está funcionando há cerca de um mês em Borrazópolis e a procura não tem sido tão grande, mas ela acredita que assim que mais pessoas souberem da iniciativa, a banca solidária poderá ajudar quem precisa. “Os clientes adoraram a iniciativa, especialmente, porque muitas vezes as pessoas que realmente precisam têm vergonha de pedir”, cita.