Igreja do distrito de Jacutinga celebra Jubileu de Ouro

Padre Emerson Rodrigues

Padre Emerson Rodrigues

A Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, do distrito de Jacutinga, município de Ivaiporã, celebra, nesse ano de 2021, seu Jubileu de Ouro, 50 anos de fundação. A história da comunidade começa com a primeira capela do distrito, construída no ano 1963, e que tinha como padroeira Santa Filomena. Após alguns anos, a igreja, que era de madeira, foi destruída pelo fogo. No ano de 1967, Elisa Franco fez a doação de um terreno para a igreja, onde foi construída uma nova capela de madeira que, por sugestão de padre Ivo e aprovação dos fiéis, teve Nossa Senhora de Lourdes como a nova padroeira da comunidade. Porém, esta igreja, apenas 33 dias após sua construção, foi derrubada por um forte vendaval. Por isso, iniciou-se a construção de uma nova igreja, dessa vez em alvenaria, em 8 de Fevereiro de 1967.

Até o ano de 1971, a comunidade de Jacutinga pertencia à Paróquia Bom Jesus de Ivaiporã. No dia 15 de agosto de 1971, por decreto de Dom Romeu Alberti, bispo da diocese de Apucarana, à época, foi criada a Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, e sua instalação ocorreu no dia 4 de setembro do mesmo ano. O primeiro pároco foi o padre Milton Gomes (in memorian), que ficou à frente da paróquia por quatro anos. Ele faleceu em 1977 e foi sepultado no cemitério de Jacutinga.

No ano de 1976, assumiu como pároco o padre José Felipe Meira, que permaneceu até o ano de 1978 e muito contribuiu com esta igreja, que ainda estava em processo de construção. Nos anos seguintes, vários outros padres atenderam a comunidade paroquial, como Lino Zamperoni, em 1978 (+ 2020); de 1979 a 1984, João Benedito dos Reis; de 1984 a 1988, Dirceu Vegini (+ 2018); em 1985, João Ozório de Oliveira, assumiu como vigário cooperador; de 1988 a 1993, Eugênio Cereja; de 1993 a 1994, Antônio Taliari; de 1994 a 2001, o padre João Benedito voltou para atender a comunidade paroquial; 2001 a 2006, Francisco Oscar Lenartovicz (+ 2021); de 2006 a 2011, Marcos Antônio Lopes; de 2011 a 2016, Osvaldo Campos Almeida (+ 2016); de 2016 a 2017, Adenilson Malta Pedroso; e, em 2017, Emerson de Jesus Rodrigues, que está até hoje.

Há alguns anos, a paróquia de Jacutinga vem se preparando para a celebração do Jubileu de Ouro, que começou em 2017, com a reforma da igreja e, no dia 15 de agosto do ano passado, foi celebrado o ano jubilar paroquial, com a celebração da Santa Missa presidida pelo pároco Emerson Rodrigues e a entrega de capelinhas, que estão visitando todas as famílias católicas da comunidade. Além do envio da imagem da padroeira da igreja as 11 capelas rurais.

No dia 6 de agosto terá início a novena jubilar, com a participação de vários padres e, no dia 15 de agosto, haverá a celebração solene com o bispo diocesano Dom Carlos José de Oliveira.

O padre Emerson Rodrigues destaca que é uma satisfação estar à frente da paróquia nesse momento de muita alegria, que é a comemoração dos 50 anos. “Desde que assumi, já iniciamos as reuniões para falarmos da reforma, visando esta data, e toda a comunidade e equipes da igreja acolheram o projeto com alegria”, destaca o padre.

A reforma realizada teve um investimento aproximado de R$ 650 mil, recursos da própria paróquia e doações da comunidade. A igreja passou por uma reestruturação completa, como a troca do telhado, adequação da fachada, substituição das portas e janelas com a colocação de vitrais com imagens, mudança do piso, som e iluminação, além da colocação de um cruzeiro na praça em frente ao templo e pintura.

Para o pároco, a data é muito importante, pois a comunidade de Jacutinga tem uma história bonita, de um povo trabalhador, religioso e generoso. “Celebrar os 50 anos de paróquia é celebrar a vida de cada família que mora na comunidade e tantas outras que moram em outras cidades, mas que fizeram parte da história da paróquia de Jacutinga; é celebrar o esforço, o amor e generosidade de cada pessoa pela igreja”, ressalta Emerson Rodrigues.

Sobre as atividades que ocorrerão no mês de agosto, o padre informa que as pessoas que quiserem participar das missas terão que retirar senhas na secretaria paroquial, pois os lugares serão limitados, para manter o distanciamento. “No entanto, em agosto iremos seguir o decreto vigente e poderá haver mudanças nas orientações sobre a participação do povo nas missas”, cita o pároco, que destaca que pela impossibilidade da lotação da igreja, as celebrações do dia 6 a 14 de agosto serão transmitidas pelo facebook da paróquia e a missa do dia 15, com a presença de Dom Carlos, será transmitida pelo Youtube e outros meios de comunicação, que estão sendo ajustados para a transmissão.

Igreja do Jacutinga passa por completa reforma

Igreja do Jacutinga passa por completa reforma