Cultura inclui produções de microempreendedores individuais no Trilhando pelo Paraná

Programa levará espetáculos infantis a 100 municípios de até 5 mil habitantes. Antes, era permitida a inscrição apenas de pessoas jurídicas de direito privado. Agora serão aceitas inscrições de pessoa jurídica e de MEIs. Além disso, edital passa incluir espetáculos de teatro itinerantes.

A Secretaria da Comunicação Social e da Cultura, por meio da Superintendência Estadual da Cultura, expandiu o edital do Trilhando pelo Paraná, programa que levará espetáculos dedicados ao público infantil a 100 municípios de até 5 mil habitantes. O edital foi republicado com três novidades que o tornam mais amplo e inclusivo.

Na primeira edição, era permitida a inscrição apenas de pessoas jurídicas de direito privado. Com a republicação do edital serão aceitas inscrições de pessoa jurídica e de MEIs (microempreendedores individuais). Antes o edital aceitava a inscrição de espetáculos de circo-teatro e pavilhão e, agora, passa incluir também espetáculos de teatro itinerante.

O novo período de inscrições começou às 9 horas desta terça-feira (15) e vai até as 17h59 de 2 de agosto de 2021 pelo site www.sisprofice.pr.gov.br.

“Com esta republicação, conseguimos oportunizar que mais produtores e artistas tenham acesso a esse fomento da Cultura. O edital, que já tem em seu princípio levar a arte para as crianças do Interior do Estado, se torna ainda mais abrangente”, afirma a superintendente-geral da Cultura, Luciana Casagrande Pereira.

SELEÇÃO – O chamamento público selecionará dez espetáculos com 45 a 75 minutos de duração, que já tenham sido apresentados anteriormente, para a circulação no Paraná em cem municípios de até 5 mil habitantes. Cada grupo deverá realizar duas apresentações em dez municípios, totalizando vinte apresentações. Após a circulação do espetáculo, cada companhia será contemplada com R$ 30 mil, totalizando o valor de R$ 300 mil do Concurso Trilhando pelo Paraná.

Os selecionados serão responsáveis pela pré-produção, equipamentos de sonorização e iluminação que compõem o espetáculo. Também são de responsabilidade dos selecionados outros serviços e produtos necessários à apresentação, além do transporte dos equipamentos e cenários, cachês, hospedagem e alimentação do artista e do grupo.