Gratidão por tudo

Depois do atentado de 11 de setembro, uma empresa que tinha o seu escritório em um dos andares do World Trade Center, convidou os seus sócios e empregados que, por alguma razão haviam sobrevivido ao ataque, para compartilhar as suas experiências.

Aquelas pessoas estavam vivas pelas razões mais simples da vida, eram pequenos detalhes como esses:

- O diretor de uma pequena companhia chegou tarde porque foi participar de uma reunião na escola do seu filho;

- Uma mulher se atrasou porque o seu despertador não alarmou a tempo;

- Outro funcionário perdeu o ônibus;

- uma funcionária foi atingida por cocô de pombo e precisou voltar pra se trocar;

- Um dos sócios teve problemas ao ligar o carro e precisou chamar um mecânico;

- Outro funcionário teve que atender um telefone que acabou resultando em poucos minutos de atraso antes do atentado;

- Uma secretária entrou em trabalho de parto;

- Um zelador não conseguiu um táxi;

- Mas a história que mais me impressionou foi a de um senhor que ficou com uma bolha no calcanhar, devido o seu sapato ser novo e, antes de chegar ao trabalho, decidiu parar em uma farmácia para comprar um curativo e, por isso, ele está vivo hoje.

Agora, quando eu fico preso no trânsito, quando perco um ônibus, quando preciso me atrasar porque tive que atender alguém e muitas outras coisas que me desesperariam, penso primeiro: “Este é o lugar exato no que devo estar, nesse exato e precioso momento”.

Na próxima vez que a sua manhã for uma loucura, que seus filhos demorem em se arrumar, ou que você não esteja conseguindo achar as chaves do carro, não fique chateado ou frustrado.

Você está exatamente no lugar que deveria estar, neste grande quebra cabeça da vida. Aplique a gratidão agora e seja grato por como você está agora e pelas coisas que tem.

Viva cada momento como se fosse o último, um dia vai ser.

Desconhecido