Agricultura familiar reforça merenda escolar da rede pública de ensino

Produtos da agricultura familiar enriquecem alimentação das famílias

Produtos da agricultura familiar enriquecem alimentação das famílias

Produtos da agriculta familiar enriquecem a alimentação dos estudantes da rede estadual de ensino e contribuem para motivar hábitos saudáveis. O Governo do Estado firmou contratos com cerca de 180 cooperativas e associações de pequenos produtores para garantir a entrega desses itens às mais de 2,1 mil escolas. As unidades recebem cerca de 700 mil quilos de alimentos a cada 15 dias neste momento de pandemia – a entrega padrão é semanal. Até o final do ano devem ser entregues 12,3 milhões de quilos.

A compra oferece gêneros alimentícios diversificados, sazonais e produzidos próximos às escolas. São frutas, hortaliças, legumes, tubérculos, temperos, leite, panificados, ovos, sucos, iogurte, feijão e arroz, entre outros adquiridos de mais de 25 mil pequenos produtores paranaenses, o que os auxilia a manter as vendas nesta época de pandemia.

As cooperativas que atendem os estabelecimentos de ensino do Núcleo Regional de Educação de Ivaiporã são a Coopercandi, de Cândido de Abreu, que fornece hortaliças e sementes, legumes e tubérculos, temperos, polpa de fruta, frutas e panificados; Associação do Rio Branco do Ivaí, que atende o município de Rio Branco do Ivaí e fornece hortaliças e sementes, legumes e tubérculos, temperos, polpa de fruta e frutas; Camponesa Vale do Ivaí - COCAVI, oferta frutas, hortaliças, legumes e tubérculos, temperos e panificados; e Agricultura Familiar Matorriquense - COAMAR, oferta bebida láctea e iogurte.

Os itens da agricultura familiar trazem uma maior diversidade na alimentação dos estudantes. “É muito importante os alunos estarem recebendo esses produtos da agricultura familiar porque se tratam de itens saudáveis e que se fazem necessários para a saúde e o desenvolvimento da criança e do adolescente. Por outro lado, é um grande incentivo para o pequeno produtor da agricultura familiar, é a chance do agricultor inserir o produto no mercado e ter uma renda melhor”, destacou a técnica da alimentação escolar do Núcleo Regional de Educação de Ivaiporã, Josiane Garbelini.

Entregas

Na sexta-feira, 16 de abril, aconteceu a segunda distribuição de alimentação escolar deste ano letivo para famílias cadastradas no programa Bolsa Família.

A diretora do Colégio Estadual Barão do Cerro Azul, de Ivaiporã, Sandra Manesco Felippe, comentou que a distribuição da merenda escolar é fundamental para as famílias dos alunos, que por conta da pandemia estão sem frequentar a escola. “São alimentos importantes para essas famílias nesse momento e, parte deles vem da agricultura familiar, com frutas, verduras, bolos e cucas”, informou a diretora, que estava acompanhada da vice-diretora Maria Regina de Brito Araújo.

Além dos produtos da agricultura familiar, também foram destinados cerca de 60% de não perecíveis que estavam em estoque nas escolas estaduais e que seriam destinados à preparação de refeições para os estudantes, caso o ano letivo fosse iniciado de forma presencial.