Mulher é detida em Pitanga por comunicação falsa de crime

Na manhã da terça-feira, dia 6 de abril, uma mulher compareceu à sede da 3ª Companhia da Polícia Militar de Pitanga, onde fez a comunicação do furto da bateria do seu carro, que havia comprado e pago R$ 280. Ela ainda comunicou aos policiais militares que a bateria estava escondida em um ferro velho e que o autor do furto vendeu-a no local. Uma equipe policial foi ao ferro velho e o proprietário informou que o homem disse que a bateria era do seu carro e que ela não funcionava mais. No entanto, a mulher apresentou a nota fiscal que batia com as informações.

Durante o caminho de volta à sede da companhia, os policias militares perguntaram à mulher quem era o homem que tinha ido com ela até a companhia, mas ficou do lado de fora e ela disse que era seu marido. O referido homem é conhecido dos meios policiais e, inclusive, tinha um mandado de prisão em aberto, expedido pela Comarca de Guarapuava pela prática de crimes de furto.

O homem que aguardava a chegada da mulher foi abordado pela equipe policial, que lhe apresentou o mandado de prisão. Na delegacia da Polícia Civil, o proprietário do ferro velho informou que o homem que acompanhava a dona da bateria é quem tinha levado o objeto ao ferro velho para vender. Questionado, o homem confessou que levou a bateria ao local e disse que fez isso porque precisava fazer um dinheiro rápido.

Os policiais perguntaram à mulher se ela sabia que o esposo havia levado a bateria ao ferro velho e ela acabou confessando que sabia. Assim, a mulher foi arrolada pelo crime de comunicação falsa de crime.