Governo do Estado prorroga decreto até quarta-feira

Imagem da notícia.

O Governador Ratinho Júnior concedeu entrevista nessa sexta-feira, dia 5 de março, para atualizar as medidas adotadas pelo Governo do Estado relativo ao combate da pandemia da Covid-19. Antes do anúncio do novo decreto, ele falou sobre medidas econômicas, com o objetivo de atender o setor do comércio e do turismo, que estão sendo mais prejudicados com o fechamento. O governador anunciou linhas de crédito no valor de R$ 40 milhões para micro e pequenos empresários e empreendedores individuais; suspensão por dois meses do pagamento dos empréstimos do Fomento Paraná; linha direcionada ao setor de turismo, especialmente prestadores de serviços e hotéis, no valor de R$ 120 milhões; e parcelamento de dívidas junto à Copel e Sanepar em até 60 vezes.

Sobre o edital com as medidas restritivas, o Governo do Estado prorrogou a vigência do edital anterior até a quarta-feira, dia 10 de março, quando o comércio considerado não essencial poderá voltar a funcionar no Paraná. Haverá uma variação conforme o tamanho da cidade e, para municípios com mais de 50 mil habitantes, haverá regras diferentes, como o horário diferenciado de abertura do comércio, entre 10h00 e 17h00. O novo decreto também deve recomendar que os municípios mantenham fechado o comércio aos sábados e domingos.

A partir da quarta-feira, dia 10 de março, as escolas particulares podem retornar às aulas no modelo híbrido, com até 30% da capacidade, e as escolas da rede estadual devem retornar no modelo híbrido a partir do dia 15 de março. O toque de recolher e a proibição de comercialização e consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos ou coletivos continuam valendo a partir das 20h00. O Governo do Estado promete intensificar e ser ainda mais rígido com as aglomerações.