Ariranha do Ivaí segue decreto estadual e restringe atividades não essenciais

Imagem da notícia.

O prefeito de Ariranha do Ivaí, Thiago Epifânio da Silva, assinou decreto, publicado na noite da quinta-feira, 4 de março, determinando que o município ratifique o decreto estadual do Governo do Estado, publicado no dia 26 de fevereiro, que impôs uma série de restrições aos serviços não essenciais e à circulação de pessoas. Até a quinta-feira, dia 4, o comércio de Ariranha do Ivaí poderia funcionar, desde que seguisse as recomendações de distanciamento, uso de máscaras e higienização das mãos. Apenas os bares estavam fechados. Com a nova determinação, as lojas têm que manter as portas fechadas e o decreto tem validade até a segunda-feira, dia 8 de março.

O decreto também determina que a prefeitura atenda por e-mail ou telefone e que os atendimentos presenciais precisam ser agendados. O prefeito disse que entende a situação do comércio, mas que outras cidades estão com os serviços não essenciais fechados e, por isso, fica complicado se apenas Ariranha do Ivaí continuasse desobedecendo ao decreto do Governo do Estado. Ele ressalta que as medidas valem até a segunda-feira, dia 8 de março, mas que o município vai seguir as orientações que o Governo do Estado definir para os próximos dias.