Pitanga se destaca na Olimpíada Brasileira de Astronomia

Alfredo Schavaren

Alfredo Schavaren

As escolas municipais, estaduais e particulares de Pitanga se destacaram na edição de 2020 da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA). No total, foram 43 medalhas para as escolas Dr. Ivan Ferreira do Amaral (municipal) que conquistou 27, sendo 7 de ouro, 9 de prata e 11 de bronze; João Paulo II (particular) com 9 medalhas, sendo 1 de ouro, 4 de prata e 4 de bronze; Professora Júlia H. de Souza (estadual) com 3 medalhas de bronze; Antônio Dorigon (estadual) com 2 medalhas, sendo 1 de prata e 1 de bronze; e São Bento (particular) com 2 medalhas sendo 1 de ouro e 1 de bronze.

O secretário municipal de Educação de Pitanga, Alfredo Schavaren, comenta que todos os anos, as escolas da rede pública e particular de Pitanga participam das olimpíadas e, mesmo com o cenário de pandemia, que tornou as situações mais difíceis, houve algumas escolas que conseguiram realizar sua participação e se destacaram. Ele ressalta o excelente resultado da Escola Municipal Ivan Ferreira do Amaral, que obteve 27 medalhas. “Isso demonstra que as nossas escolas têm abraçado esses projetos e conseguido excelentes resultados, conquistado premiações, medalhas e menções honrosas”, comenta o secretário.

Ana Lucimara Freitas Meurer

Ana Lucimara Freitas Meurer

Ele ressalta que esse trabalho é muito importante, pois as crianças vão adquirindo o conhecimento e despertando a curiosidade, especialmente em uma disciplina como Ciências. “Os alunos vão descobrindo os conteúdos relacionados à astronomia e astronáutica e esse é um conhecimento que eles vão levar para o resto de suas vidas, ajudando em seu desenvolvimento”, salienta.

Colégio João Paulo II

O Colégio João Paulo II também obteve um excelente resultado na Olimpíada de Astronomia. Com 9 medalhas, o colégio tem dois alunos convocados para as seletivas internacionais da OBA, sendo eles Brendom Folquenin da Rosa e Maria Eduarda Maia Jarvorski, ambos receberam medalhas de prata. Os demais medalhistas foram Maria Eduarda Jaskiw Rech, que recebeu medalha de ouro; João Paulo Tesser e Letícia Jaskiw dos Santos, com medalhas de prata; e Nathalia Marcon de Camargo, Rayane Rubila Stocki Restof, Rafael Leal Kruger e Carlos Yuji Hasegawa com medalhas de bronze.

A pedagoga do Colégio João Paulo II, Ana Lucimara Freitas Meurer, ressalta que a instituição de ensino sempre participa desses eventos e a OBA de 2020, como foi realizada de forma virtual, também foi uma novidade. “Mas tivemos resultados expressivos e isso demonstra o interesse dos alunos e profissionalismo dos professores, além da qualidade do material que é utilizado pelo colégio e a junção dessas três situações faz com que a escola obtenha esse resultado”, frisa a pedagoga.

Em nome do colégio, ela fez questão de parabenizar todos os alunos que participaram da competição, tanto os que foram medalhados como aqueles que não se classificaram.