Fatec volta às aulas no dia 22 de fevereiro

Grasiela Nogueira e Roni Ferreira retorno do contato presencial com acadêmicos

Grasiela Nogueira e Roni Ferreira retorno do contato presencial com acadêmicos

Depois de quase um ano, a Fatec retoma as atividades com alunos dentro da instituição, a partir do dia 22 de fevereiro. Segundo a diretora acadêmica da instituição, Grasiela Nogueira, para o início do ano letivo, a Fatec tomou todas as medidas de segurança necessárias para evitar contaminações. Nesse primeiro momento, as atividades planejadas evitam que os alunos façam atividades em grupo ou se aglomerem e, inicialmente, apenas os calouros irão presencialmente para a faculdade. As atividades para os veteranos começam no dia 24 de fevereiro, mas de forma remota.

A partir do dia 1 de março, a instituição inicia um rodízio entre os alunos, observando o que determina o decreto municipal. Enquanto metade da turma estará em sala de aula, a outra metade estará em casa, acompanhado as aulas de forma remota. Essa divisão acontecerá conforme a capacidade da estrutura física da Fatec e seguindo os protocolos de distanciamento e os cuidados para evitar a contaminação.

Grasiela Nogueira comenta que para esse início de ano foram realizados encontros a fim de planejar o retorno, e que a direção, professores e funcionários foram preparados com informações de segurança e, no que diz respeito à parte pedagógica, a Fatec está sempre à frente e olhando para o futuro e alinha suas práticas pedagógicas focadas sempre para o que aluno vai encontrar no mercado de trabalho, utilizando-se de metodologias ativas e muita inovação para cumprir os pilares: aprendizagem, pesquisa e extensão e, com isso, potencializar as competências técnicas e sócio emocionais necessárias para se tornar um profissional adaptado ao momento.

Os alunos que estão no grupo de risco de contaminação da Covid-19 ou que moram com idosos ou pessoas com comorbidades e que necessitem permanecer no ensino remoto, poderão encaminhar a solicitação para fazer as atividades em casa, através dos canais digitais de contato com a faculdade e, presencialmente, e após análise e eventual deferimento, poderão seguir com o ensino remoto. Grasiela comenta que a Fatec conseguiu se adaptar rapidamente ao ensino de forma remota. Ela lembra que, no dia 16 de março do ano passado, no momento que o governador decretou a suspensão das aulas, a Fatec montou um comitê de crise e, três dias depois, o novo modelo de ensino já estava funcionando. “Foi uma experiência bastante positiva, pois foram raras as situações em que os acadêmicos ou professores não conseguiram se adaptar”, ressalta a diretora acadêmica.

Ela destaca que os professores, funcionários e direção da Fatec estão bastante animados em voltar ao ambiente de sala de aula e encontrar com os alunos. “Tenho certeza que esse retorno será positivo”, salienta.

Curso de Direito

A principal novidade da Fatec para esse início de ano letivo é a primeira turma do curso de Direito, aprovado pelo Mec no ano passado. Grasiela Nogueira informa que todos os professores do curso possuem vasta experiência na docência e na área de atuação, além de titulação e passaram por processo seletivo, assim como nos demais cursos, visando garantir a qualidade de ensino.

Já no primeiro semestre, os alunos possuem uma disciplina chamada de clínica de comunicação e interpretação jurídica, contemplando a prática de forma interdisciplinar, além da extensão.

O diretor administrativo Fábio César informa que, ainda nesse ano, a Fatec espera abrir o processo de seleção para quatro novos cursos. Três deles já têm autorização do MEC, como Agronomia e Engenharia Civil, que tiveram nota máxima da comissão de avaliação do MEC, e Pedagogia. Além disso, é esperada a comissão de avaliação do curso de Arquitetura, que por conta da pandemia ainda não veio. “Estamos com todos os laboratórios montados e já trabalhando na demanda para a implantação de novos cursos para a região central, pois nossa missão é compartilhar conhecimento de excelência e contribuir para transformação da nossa região”, salienta.

Comentários