Preço da gasolina chega a quase R$5 em Ivaiporã

Com alta dos combustíveis, postos sentem reflexos no movimento

Com alta dos combustíveis, postos sentem reflexos no movimento

O litro da gasolina se aproximou da marca de R$5 em Ivaiporã, após o reajuste da Petrobras para gasolina e diesel, no início de fevereiro. Há estabelecimentos em que o preço chega a R$4,99.

Nos postos de combustíveis consultados pelo Paraná Centro, a gasolina comum é comercializada a R$4,88 e R$4,89, respectivamente, preços que têm assustado o consumidor.

No Posto Panorama, o litro da gasolina comum e da aditivada é vendido por R$4,88, valor R$0,20 mais caro do que antes do reajuste dos preços. Já o diesel comum é encontrado por R$3,68, aumento de R$0,10, enquanto o S10 custa R$3,73. O etanol é encontrado a R$3,38.

O gerente Cleiton Matos Oliveira explica que o aumento do etanol é livre, mas que ainda não foi repassado ao consumidor. “Com o aumento do barril do petróleo, esses valores sobem e têm que ser repassados ao consumidor, que está sentindo no bolso. Como não mexemos no preço do etanol, a procura está sendo maior pelo etanol, embora a tendência é que em breve também suba”, explicou o gerente.

Cleiton Oliveira disse que esse aumento prejudica a margem de lucro do posto porque quando sobe o preço dos combustíveis, o valor ganho por litro é igual, ao passo que o consumidor consome menos.

O Paraná Centro também esteve no Posto Amigão, onde o litro da gasolina está R$4,89. Antes da alta dos preços, o valor médio era R$0,20 menor em relação ao preço praticado atualmente, desde 11 de fevereiro.

Por sua vez, a gasolina aditivada está R$4,94; diesel S500 R$4,69 e o diesel S10 R$4,72. Além disso, o etanol que não sofreu reajuste está custando R$3,39.

Para o gerente Jurandir da Silva Ferreti, após o aumento dos combustíveis, o etanol passou a ser uma opção mais viável para os consumidores. “O aumento dos combustíveis refletiu no movimento, muitos clientes que abasteciam a gasolina agora estão optando pelo etanol ou economizando na hora de abastecer”, observou o gerente.

O aumento expressivo dos valores chamou a atenção de clientes, como a empresária Cilene Gabeloni. “Está puxado, mas é preciso utilizar o carro e acaba sendo obrigatório abastecer mesmo com o preço alto”, destacou.

Luiz Tibúrcio da Silva também considerou a alta expressiva e lembrou que, dessa forma, quem sofre é o consumidor. “A estratégia é abastecer com etanol para economizar e poder rodar mais quilômetros, porque o valor da gasolina está pesado”, comentou o empresário.

A professora Scheila Mendes Barbosa foi outra consumidora que se mostrou preocupada com o aumento dos combustíveis. “Está difícil encontrar um lugar mais em conta para abastecer, pois subiu muito e estou fazendo pesquisa para economizar alguns centavos que, no final, fazem a diferença”, contou a professora.

Litro da gasolina é encontrado a R$4,89

Litro da gasolina é encontrado a R$4,89

Cleiton Oliveira, gerente do Posto Panorama

Cleiton Oliveira, gerente do Posto Panorama

Jurandir Ferreti, gerente do Posto Amigão

Jurandir Ferreti, gerente do Posto Amigão

Comentários