Renan Romanichen relata primeiros desafios da nova gestão em Cândido de Abreu

Roman Romanichem – prefeito de Cândido de Abreu

Roman Romanichem – prefeito de Cândido de Abreu

O prefeito de Cândido de Abreu, Renan Romanichen, concedeu entrevista ao jornal Paraná Centro sobre o trabalho que está sendo realizado no início da gestão municipal. Ele cita que o mês de janeiro foi de organização e ambientação de cada secretário, para conhecer a realidade de cada setor e adequar o orçamento ao planejamento definido pelo novo governo municipal, dentro do plano de governo, apresentado à população durante a campanha eleitoral.

Para que a cidade não parasse, algumas ações que vinham sendo realizadas na gestão passada tiveram continuidade e, aos poucos, a nova forma de trabalho vai sendo implantada. “Além disso, estamos buscando recursos para fortalecer o trabalho em cada uma das áreas”, salienta o prefeito.

Um dos primeiros desafios da nova gestão está ligado ao período chuvoso, que fez com que cinco pontes rodassem, com o grande volume de chuvas nos últimos dias. O prefeito, que antes de assumir estava preocupado com a estiagem, agora precisa, além de arrumar essas pontes, fazer uma ação preventiva, para que outras estruturas não sejam danificadas com as chuvas. “Graças a Deus estamos tendo chuvas, pois a estiagem e a crise hídrica no Paraná estavam bastante severas, mas o excesso de água fez com que as pontes do município não suportassem e rodassem. Agora vamos trabalhar para reestruturar tanto as pontes como os bueiros, além de um trabalho emergencial de readequação das estradas, principalmente, com a colheita da safra de verão, que começa nos próximos dias; precisamos dar um socorro à população”, disse o prefeito.

Covid-19

Renan Romanichen salienta que, nesse momento, o principal desafio está relacionado à questão da saúde pública e ao controle da Covid-19. O município já conseguiu vacinar a grande maioria da comunidade indígena e, aproximadamente, 100 funcionários da secretaria de saúde; e a orientação é que tendo a vacina disponível, as pessoas serão imunizadas da forma mais rápida possível. Ele reconhece que, mesmo com a vacinação, a pandemia não irá passar logo, mas que é preciso tomar todos os cuidados e continuar com o distanciamento, uso de máscara e higienização das mãos. “Esperamos que, nesse ano, esse problema seja resolvido para voltar à normalidade; graças a Deus ainda não tivemos nenhum óbito no município e, nesse momento, não temos nenhuma pessoa hospitalizada, mas precisamos continuar com os cuidados”, salienta.

Dengue

Outra preocupação do prefeito está relacionada com a dengue. Ele salienta que as chuvas estão sendo propícias para a formação de criadouros do mosquito e, por isso, para os próximos dias está sendo organizada uma ação de arrastão em toda a cidade, junto com a Vigilância Sanitária e com o setor de epidemiologia, para a limpeza dos terrenos e coleta do lixo para evitar o acúmulo de água e proliferação dos mosquitos.

Comentários