Inscrições para ensino médio no IFPR vão até o dia 8 de fevereiro

Marcelo Mazetto mostra cartaz com as inscrições para Pitanga

Marcelo Mazetto mostra cartaz com as inscrições para Pitanga

O Instituto Federal do Paraná (IFPR), campus Pitanga, está com inscrições abertas até o dia 8 de fevereiro para os alunos interessados em fazer o curso de ensino médio integrado ao curso de técnico em cooperativismo. Podem se inscrever os alunos que concluíram o ensino fundamental em 2020. As inscrições podem ser feitas pelo site www.ifpr.edu.br e os alunos podem solicitar a isenção da taxa de inscrição de R$ 25 até o dia 29 de janeiro. Após a homologação da inscrição, haverá um sorteio público, que acontecerá entre os dias 1 a 3 de março. “O aluno, ao efetuar o pagamento da inscrição ou ter seu pedido de isenção homologado, receberá no seu e-mail o link para acompanhar o sorteio; buscamos essa dinâmica para evitar que os alunos fossem expostos a alguma possibilidade de contaminação, que seria colocar os alunos em uma sala de aula fechada para fazer uma prova e colocar eles expostos a uma possibilidade de contaminação”, ressalta o diretor administrativo do IFPR de Pitanga, Marcelo Mazetto.

Ele lembrou que, apesar desse deslocamento em Pitanga ser relativamente tranquilo e com o risco baixo de contaminação, a prova do IFPR precisa levar em conta a realidade de todo o Paraná e em cidades maiores, como Curitiba e Londrina, essa logística de deslocamento é mais complicada. “Sabemos também que os adolescentes vão se abraçar, compartilhar material e isso pode colocá-los em risco, por isso optamos por essa dinâmica do sorteio público”, ressalta o diretor administrativo.

Ele explica que a antecipação da matrícula para os alunos do ensino médio se deu pelo fato que muitos pais estavam preocupados dos filhos ficarem fora da escola. Apesar das aulas só começarem em agosto, após o processo seletivo ser finalizado, eles podem ser matriculados e estarão com a vaga assegurada. “Já para os cursos superiores, vamos lançar o processo seletivo em abril e esperamos que até lá algo mude em relação à pandemia e possamos fazer a seleção normal”, frisa.