Abstenção no Enem chega a 51% em Ivaiporã

Candidatos entram nas salas antes do início das provas

Candidatos entram nas salas antes do início das provas

Estudantes de todo o Brasil realizaram no domingo, 17 de janeiro, a primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), com as provas de ciências humanas, português e redação. Os candidatos voltam às salas nesse domingo, dia 24 de janeiro, para a segunda etapa das provas com questões de ciências exatas e matemática. No entanto, a prova desse ano está marcada pela alta abstenção. Em todo o Brasil foi grande o número de pessoas que se inscreveram e não compareceram aos locais de prova. No polo de Ivaiporã, por exemplo, estavam inscritos 1.432 candidatos, de várias cidades da região central, como Ivaiporã, Arapuã, Ariranha do Ivaí, Manoel Ribas, Jardim Alegre, Lidianópolis, Grandes Rios, Rio Branco do Ivaí, Rosário do Ivaí e Godoy Moreira, entre outras. No entanto, 736 candidatos não compareceram, ou seja, uma abstenção superior a 51%.

Na região central, o tempo chuvoso e a pandemia foram fatores que afastaram os alunos dos locais de prova. Na Fatec, por exemplo, local onde mais pessoas estavam inscritas para fazer a prova, a movimentação dos alunos só começou a ficar mais intensa a partir das 12h00, mesmo com os portões abertos meia hora antes.

Os alunos que apresentaram sintomas de síndrome gripal ou que testaram positivo para a Covid-19 poderão requer a realização da prova para o final do mês de fevereiro, quando também irão fazer a prova os candidatos do Estado do Amazonas, local onde a prova foi adiada em função da crise causada pela pandemia da Covid-19.

Candidatos têm objetivos diferentes com a prova

João Augusto de Oliveira

João Augusto de Oliveira

O Paraná Centro ouviu diversos candidatos que realizaram a prova do Enem. João Augusto de Oliveira, 17 anos, mora no município de Godoy Moreira e realiza o Enem pela primeira vez. Estudante do 3º ano do Ensino Médio, ele disse que o ano foi muito complicado, em função da pandemia da Covid-19 e, sem o ensino presencial, ficou difícil a preparação para a prova. “Estudei o que eu pude estudar, mas acredito que poderei me sair bem na prova”, ressalta o candidato. Ele destaca que seu objetivo principal é ingressar no curso de Direito da UEM e, com isso, poderá morar em Maringá, onde reside a mãe, que é professora da universidade.

David Raone

David Raone

David Raone, 24 anos, é da cidade de Manoel Ribas e já está fazendo curso de engenharia agronômica na UCP de Pitanga. Ele destaca que está realizando a prova para testar os conhecimentos e, se conseguir uma boa nota, tentar uma bolsa de 100% do curso. “A pandemia dificultou para estudar e se preparar para o Enem, mas estamos procurando fazer o melhor”, frisa.

Ryan Valverde

Ryan Valverde

Ryan Valverde, 18 anos, terminou o Ensino Médio e participa do Enem pela segunda vez. Ele destaca que o objetivo principal é tirar uma boa nota e tentar ingressar no curso de Odontologia na UEL ou na UEM. “Não consegui me preparar do jeito que gostaria, mas estou confiante, fiz um cursinho online e a minha principal preocupação é com o próximo domingo, quando teremos as matérias de exatas, já que na redação e nas matérias de humanas acredito que consiga me sair bem”, salienta.

Comentários