Programa Ganhando o Mundo levará estudantes para intercâmbio na Nova Zelândia

Válber Clarimundo e Rosemeire Oliveira alertam para prazo das inscrições. Por: Foto Antonello Nadal

Válber Clarimundo e Rosemeire Oliveira alertam para prazo das inscrições

Fonte: Foto Antonello Nadal

O Governo do Estado encerra na sexta-feira, 15 de janeiro, o prazo para inscrições para o Ganhando o Mundo, programa de intercâmbio para estudantes de colégios estaduais, criado pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte.

Iniciativa inédita, o programa vai levar, nesta primeira edição, 100 estudantes para a Nova Zelândia. A viagem ocorrerá no segundo semestre de 2021, visto que a Nova Zelândia é o país com menor índice de contaminação da Covid-19.

Além de possibilitar o desenvolvimento da autonomia e aperfeiçoamento da língua inglesa na formação acadêmica em instituições de ensino estrangeiras, o Ganhando o Mundo tem como objetivo ampliar o repertório cultural durante a experiência de morar em outro país.

Estão aptos a participar estudantes matriculados no 9° ano do Ensino Fundamental em 2020 e que em 2021 vão ingressar no Ensino Médio. Além disso, é preciso estar matriculado na rede estadual, ter cursado os anos finais do Fundamental (6º ao 9º ano) na rede pública do Estado e ter entre 14 e 17 anos e meio na data de embarque. “Para fazer a inscrição, o aluno ou o responsável deve entrar na área do aluno onde fez a rematrícula”, observou Rosemeire Fernanda de Oliveira, tutora do programa.

A seleção dos intercambistas será feita pela média de notas e frequência. O estudante deverá ter média maior ou igual a sete (7,0) em todas as matérias e frequência maior ou igual a 85%. “A Nova Zelândia é um país de 1º mundo, onde o aluno da rede paranaense de educação vai expandir os conhecimentos, trocar experiências e apreender outra cultura. O intercâmbio agrega muito na vida desse aluno”, comentou o chefe do Núcleo Regional de Educação de Ivaiporã, Válber Vinicius França Clarimundo.

Para chegar à pontuação final, serão somadas as médias de todas as disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) cursada em 2020, no 9º ano. Serão duas etapas de seleção. A primeira para selecionar o melhor estudante de cada município do Paraná, chegando a 399 classificados. Na segunda etapa, então, serão contemplados os melhores 100 entre todos os selecionados.

Para preparar melhor os estudantes selecionados, um curso de inglês via aplicativo será ofertado, em parceria com as universidades estaduais vinculadas à Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. O curso vai acontecer ao longo do primeiro semestre de 2021, com informações básicas sobre o idioma para eles poderem se comunicar.

Os gastos com a documentação necessária para a viagem e itens essenciais durante o semestre letivo no exterior serão custeados pela Secretaria da Educação e do Esporte.

Os custos incluem emissão de passaportes e vistos, exames médicos e vacinas, passagens aéreas e terrestres, transporte, hospedagem, seguro viagem e saúde, além das despesas vinculadas à parte acadêmica, como taxa de matrícula, tradução juramentada da documentação escolar, mensalidade da escola, material didático e uniforme.

O intercambista também receberá uma ajuda de custo mensal de R$ 800. Serão seis parcelas da bolsa-intercâmbio, sendo a primeira (bolsa-instalação) para cobrir despesas iniciais na chegada à Nova Zelândia, onde ficarão nas casas de famílias já preparadas para receber os estudantes. “Caso tenha dificuldade em acompanhar o idioma, o governo da Nova Zelândia fechou uma parceria para que as aulas aconteçam na língua portuguesa”, ressaltou o chefe do NRE de Ivaiporã.

Lançado no fim de 2019, o Ganhando o Mundo não aconteceu em 2020 devido à pandemia de Covid-19.