UEM vai contratar professor temporário para campus de Ivaiporã

Chefe do Departamento de Ciência do Movimento Humano, Eduard Bendrath. Por: Antonello Nadal

Chefe do Departamento de Ciência do Movimento Humano, Eduard Bendrath

Fonte: Antonello Nadal

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) está com inscrições abertas até 22 de dezembro, para um processo seletivo que prevê a contratação de 74 professores em cinco campus da instituição. A taxa de inscrição para o processo é de R$ 153.

As vagas disponíveis são para Maringá, Cianorte, Ivaiporã, Goioerê e Umuarama. Os contratos terão duração máxima de dois anos.

As inscrições devem ser feitas pela internet (no site da UEM http://www.drh.uem.br/res/abertura_ps_docente.htm ), sendo que para participar, os candidatos precisam preencher um formulário e anexar os documentos exigidos, como a carteira de identidade.

No campus Regional Vale do Ivaí, a vaga disponível é para o Departamento de Ciência do Movimento Humano. O professor Eduard Bendrath, que é chefe do departamento, explicou que se trata de uma vaga de 40 horas e quem assumir a vaga vai trabalhar já em 2021, com possibilidade de prorrogação do contrato para 2022. “O professor com graduação em educação física que tenha formação e pós graduação em nível de especialização ou que tenha os créditos do mestrado concluído pode ingressar no processo seletivo”, informou o professor.

Os salários para professor temporário de 40 horas variam de R$3.900 a R$8.300, conforme titulação do candidato. A área do concurso envolve aspectos relacionados à cultura corporal do movimento, cujo professor que for selecionado vai lecionar disciplinas relacionadas à ginástica, biomecânica.

De acordo com a universidade, os candidatos irão passar por uma prova didática entre 9 e 12 de fevereiro. Além disso, a comissão também irá avaliar os títulos e os currículos dos inscritos no processo de seleção, sendo que o resultado final será divulgado em 12 de março. “Nosso curso de educação física aqui do campus do Vale do Ivaí é um dos melhores do estado e quem for contratado pode se envolver com projetos de pesquisa e extensão, o que faz muita diferença para quem quer seguir carreira acadêmica”, disse Eduard Bendrath.

O processo ainda contra com outras 16 vagas para cadastro de reserva, sendo que uma delas é para Ivaiporã, oriunda do Departamento de Ciências Sociais, que fica na sede em Maringá.

Comentários