Café de Ivaiporã fica em 12º lugar no concurso estadual

A produtora Dirlei Marinelli ficou em segundo lugar no concurso municipal e 12º no Paraná

A produtora Dirlei Marinelli ficou em segundo lugar no concurso municipal e 12º no Paraná

A amostra da produtora Dirlei Marinelli, do sítio Jurema, localizado na região de Jacutinga, em Ivaiporã, ficou em 12º lugar no Concurso Café Qualidade Paraná, que teve o resultado divulgado na última quinta-feira, dia 19 de novembro, em uma transmissão pela internet, na página da IDR-Paraná.

A amostra concorria com outros 59 lotes na categoria natural e obteve a nota de 84,06. O café ganhador do concurso estadual é do cafeicultor Shigue Kuwano Sera, do município de Congonhinhas, que conseguiu a nota 87,66. O engenheiro agrônomo do Instituto de Desenvolvimento do Café (IDR-PR) de Jardim Alegre, Cleverson da Silva Souza, destaca que as notas do concurso desse ano foram muito altas, demonstrando que a qualidade do café produzido no Paraná tem melhorado a cada ano. “Os nossos produtores estão ficando cada vez mais técnicos e criteriosos nos tratos culturais, tanto na questão da colheita, secagem e também em conseguir selecionar o melhor do café”, ressalta.

Ele destaca o aumento no número de amostras classificadas. No ano passado, foram 37 e, em 2020, tivemos 99 amostras nas duas categorias, a natural e a cereja descascado. “O resultado que a nossa região obteve é muito bom e mostra que os nossos cafés estão entre os melhores do Paraná; além disso, ficamos perto das regiões com um potencial maior em concursos e que têm mais experiência nesse tipo de participação”, frisa.

Cleverson, que também atuou como degustador no concurso, ressalta que a qualidade dos cafés foi surpreendente e que os técnicos que fazem a prova do café no Paraná estão sendo cada vez mais criteriosos, o que demonstra que o café do Paraná tem grande chance no concurso nacional.

O concurso Café Qualidade Paraná fica a cargo da Câmara Setorial do Café do Paraná, Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura e Abastecimento e IDR-Paraná, com apoio da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), cooperativas e associações de cafeicultores do Estado.