Colégio Barão do Cerro Azul terá ensino em tempo integral a partir de 2021

Valber Clarimundo, Alessandra Tomaz Kuplens e Márcia dos Santos

Valber Clarimundo, Alessandra Tomaz Kuplens e Márcia dos Santos

O Colégio Estadual Barão do Cerro Azul de Ivaiporã passará a oferecer, a partir do próximo ano, ensino em tempo integral, tanto para os alunos do Ensino Fundamental como para o Ensino Médio. A informação foi confirmada pelo Núcleo Regional de Educação de Ivaiporã.

Segundo o chefe do NRE de Ivaiporã, Valber Clarimundo, a proposta de adesão partiu da própria Secretaria de Estado da Educação (Seed) e foi apresentada, há cerca de dois meses. A comunidade escolar foi consultada e os pais aprovaram a mudança, que começa a valer já em 2021.

A partir de agora todos os alunos que estudam no Barão do Cerro Azul, durante o dia, ficarão 9 horas na escola, inclusive, com a alimentação sendo fornecida pelo colégio. Além das disciplinas da grade regular, os alunos terão reforço escolar e poderão participar de atividades extracurriculares e de disciplinas eletivas.

Nesse caso, os professores que trabalharem no colégio irão montar oficinas ou disciplinas com temas diferenciados e os alunos irão escolher as que eles querem participar.

Outra mudança importante é que os professores que forem atuar no Colégio Barão do Cerro Azul serão contemplados com a carga horária de 40 horas-aula por semana e dedicação integral à instituição. “Esse é um modelo diferente do que existe, por exemplo, no Colégio Bento Mossurunga, que também é integral, mas de forma parcial”, cita a professora Márcia Aparecida dos Santos, que está na coordenação de implantação do programa em Ivaiporã.

Outro diferencial é que durante o horário do almoço os alunos não ficarão sozinhos e terão um trabalho de tutoria, ou seja, os professores fazem o acompanhamento de um grupo pequeno de alunos para a melhoria do seu desenvolvimento educacional.

Outras duas escolas da área de atendimento do NRE de Ivaiporã já contam com essa metodologia de ensino em tempo integral, que são as escolas José Siqueira Rosas (Rosário do Ivaí) e Carlos Silva (São Pedro do Ivaí). “Esse aluno vai ter mais contato com o professor, não vai ficar tanto tempo na rua e exposto a outras situações, além de ter várias disciplinas que vão contribuir para a sua formação enquanto indivíduo e profissional”, ressalta a professora Márcia.

Em todo o Paraná, a proposta do Governo do Estado é que pelo menos 100 escolas façam a adesão a esse novo modelo de ensino de tempo integral.

Imagem da notícia.