Pix já está disponível para clientes de bancos e cooperativas de crédito

Diretoria da Cresol de Ivaiporã explica funcionamento do Pix

Diretoria da Cresol de Ivaiporã explica funcionamento do Pix

Desde a segunda-feira, dia 16 de novembro, os clientes de bancos e cooperados de cooperativas de crédito de todo o Brasil têm uma nova opção para a realização de pagamentos à vista e transferências bancárias. Trata-se do PIX, um novo serviço que está sendo ofertado por bancos, cooperativas de crédito, bancos digitais, entre outras instituições financeiras.

Para esclarecer dúvidas sobre esse assunto, o jornal Paraná Centro conversou com os diretores da Cresol União dos Vales, que tem sede em Ivaiporã, para esclarecer como irá funcionar esse novo sistema, as vantagens e como o correntista ou cooperado precisa fazer para aderir ao novo serviço.

O diretor administrativo, Cleber Acácio Silva, comenta que, desde a segunda-feira, o serviço já está funcionando e, nesse primeiro momento, é possível apenas fazer pagamentos à vista ou transferências bancárias, mas que o Banco Central já estuda a possibilidade de realizar o pagamento a crédito ou até financiamento, usando esse serviço. Ele ressalta que o serviço deverá substituir o TED (Transferência Eletrônica Disponível) e também o cartão de débito. A grande facilidade do serviço é que ele funcionará 7 dias por semanas e 24 horas por dia, enquanto o TED não funciona aos finais de semana e no período noturno. Outra vantagem é que o dinheiro cai na conta do beneficiário de forma imediata. Já os demais serviços levam pelo menos 24 horas para entrar na conta corrente.

Para utilizar o serviço, o correntista precisa fazer um pré-cadastro pelo aplicativo do banco ou da cooperativa. A partir disso, ele utiliza o próprio celular para usar o PIX. Para fazer um pagamento, ele aproxima o leitor de QR Code do código gerado por quem quer receber o valor e confirma a transação e, quando a pessoa quer receber, ela gera o código e aguarda a ordem de pagamento do outro celular. Para cada transação, um código diferente é gerado e, com isso, existe a garantia da segurança de toda a operação. “Não será mais preciso pegar um número de conta para fazer essa transferência”, informou Cleber.

Silva destaca ainda que o cadastramento das chaves é um passo importante para dar mais segurança e transparência ao serviço. Cada pessoa pode cadastrar até cinco chaves, sendo que, para isso, podem ser usadas informações como CPF, e-mail, número de celular. A primeira opção sempre será no banco que o correntista cadastrou a primeira chave, mas a movimentação financeira pode ser feita em qualquer banco. “Isso vai gerar um barateamento dos custos bancários para os associados, já que o PIX não deve ter custo para as pessoas físicas, além da agilidade na transação financeira, que já que o serviço vai funcionar 24 horas por dia”, frisa.

Para o presidente da cooperativa de crédito, José Paulo da Silva, a Cresol está crescendo e se desenvolvendo em todo o Brasil e esse serviço será muito importante, especialmente para os agricultores que têm um pouco mais de dificuldade em se deslocar para a cidade e fazer suas movimentações financeiras. “Acredito que essa será uma grande evolução, já que hoje a tecnologia está em todos os lugares e esses recursos vêm para facilitar a vida dos nossos cooperados”, comenta Cleber.

Para José Paulo, esse serviço vem complementar e, no futuro, até substituir o uso de cheques, moeda corrente, entre outras formas de pagamentos que existem, em função da facilidade e segurança. “Nós participamos de vários seminários e posso afirmar que essa tecnologia demorou a chegar ao Brasil; alguns países mais desenvolvidos já utilizam essa plataforma e podem fazer todas as suas compras de forma online”, disse o presidente da Cresol União dos Vales.

Alessandro Carvalho, diretor comercial, explica que a pessoa pode fazer o cadastro acessando o próprio aplicativo do seu internet bank e, com poucos passos, faz o cadastro no PIX. Além disso, ele vai criar uma chave de acesso que ficará vinculada àquela conta e, a partir daí, realizar todas as suas aplicações financeiras. Ele destaca também que todo o sistema é simples de ser usado e totalmente seguro e confiável. “Acredito que essa será uma ferramenta que vai revolucionar o mercado”, avalia.

Comentários