Ivaiporã de todos os ritmos

Ivaiporã tem uma variada trilha musical, com a força da música popular sendo representada pelo pagode, sertanejo, MPB (música popular brasileira), rock, entre outros ritmos imersos na cultura musical do município.

Robson Ribeiro

Robson Ribeiro

O cantor Robson Ribeiro, conhecido no meio artístico como Rob Ribeiro, iniciou a carreira tocando em bares e lanchonetes de Ivaiporã e contou ao Paraná Centro que desde os 5 anos de idade já chamava atenção da família cantando músicas de vários ritmos.

O artista contou que começou a se dedicar à música após se desligar de uma rádio local em que ele trabalhava. A partir daí, começou a se apresentar em barzinhos de Ivaiporã e região, onde formou a dupla Robson & Liam, com o parceiro Elias e, tempos depois, Robson separou a dupla e foi embora para o litoral de Santa Catarina. “Fiz vários eventos e festas corporativas em Ivaiporã, sempre com muito carinho e uma aceitação bacana dos meus amigos e das pessoas que gostam do meu trabalho”, afirmou Robson Ribeiro.

Robson ressaltou que Ivaiporã foi muito importante em sua formação profissional e pessoal e acrescentou que é grato às pessoas que lhe deram oportunidade de se apresentar em várias casas do município e chegar onde está, nacionalmente.

Em Santa Catarina, ele que canta profissionalmente há 2 anos, faz sucesso mesclando sertanejo classe A e contemporâneo, buscando atender o público com as tendências do mercado musical. “Procuro sempre atender meu público trazendo trabalhos mais românticos, buscando os primórdios do sertanejo, sem deixar de acompanhar a tendência de mercado, que é o sertanejo universitário, pensando no melhor para os meus fãs”, completou o cantor ivaiporãense, que citou que apesar de ser um cantor sertanejo e ter Zezé de Camargo e Luciano, Bruno e Marrone e Chitãozinho e Xororó como ídolos, as referências musicais dele são internacionais.

Robson não esconde a gratidão que tem por Ivaiporã, onde iniciou a trajetória musical, mas observou que a partir da ida para Santa Catarina a carreira ganhou repercussão e deu um salto de qualidade, tendo em vista que em um grande centro as oportunidades aumentaram e o som do artista teve projeção em estados como Minas Gerais e Goiás, com trabalhos que estão para ser lançados nacionalmente.

Entre as novidades da carreira, o cantor revelou que está por vir um DVD gravado em Goiânia com o produtor musical do Gusttavo Lima, Newton Fonseca, que produziu o trabalho denominado “Acústico do RR”, que terá músicas novas, além de clássicos do sertanejo universitário. Além disso, Rob gravou com o cantor Lucas Lucco um videoclipe da música “Ele não precisa saber”, que será lançada em dezembro, e um DVD com mais de 10 faixas que contará com participações de artistas nacionais. “Estamos com vários shows agendados para 2021 em Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul e Santa Catarina e Goiânia”, frisou o artista.

Ainda no sertanejo, a dupla de violeiros Fátima & Furlan cultiva o estilo raiz das rodas de viola, segmento que tem nomes importantes como Chico Rey & Paraná, Peão do Vale & Valentin, Zezety & Ademir, entre outros.

Diretoria do Pagode

Diretoria do Pagode

Outro segmento musical de bastante destaque em Ivaiporã é o pagode e uma das referências é o grupo Diretoria do Pagode, que surgiu em 2001 com um grupo de amigos Alex Avelar, Alexandre Avelar (Tuta), Sandro Borges e Vagner Schimidt, que após assistir uma apresentação de um rapaz vindo de São Paulo, decidiu montar o próprio grupo de pagode, que foi batizado de Diretoria do Pagode, por causa de um adesivo que estava no vidro de um carro de um dos integrantes, modelo Diplomata ano 78, que estava escrito “Só Diretoria”.

Tudo iniciou com uma brincadeira de amigos, cujos encontros ocorriam, na maioria das vezes, no bar da AABB. Porém, a partir de uma apresentação no antigo Bar do Celso, em frente ao Colégio Barbosa Ferraz, surgiu um convite para tocar em uma casa noturna da cidade, Porão Music Bar. Apesar da falta de experiência, todos gostaram muito da apresentação, abrindo-se assim as portas para tocar nos melhores pontos da cidade, tais como: Senhor José, Holandesa, Vip Club, e outros. O grupo Diretoria do Pagode passou a fazer suas apresentações em Ivaiporã e em várias cidades da região, passando por casas de shows, lanchonetes, aniversários e casamentos. Também fez participação abrindo e fechando shows de alguns artistas famosos como Zé Felipe, Rick e Renner, Fernando e Sorocaba, Hugo Pena e Gabriel, Atitude 67, Vitor e Vanuti, entre outros.

Os integrantes comentaram que Ivaiporã é muito importante, pois, além de ser o berço da formação, sempre acolheu e oportunizou os melhores eventos e momentos do conjunto. Foi nessa cidade e partir do grupo que se criou laços sociais e vínculos afetivos que agregaram muito na vida pessoal e profissional de todos os que passaram pelo Diretoria do Pagode. O que iniciou com uma brincadeira, tornou-se um hobbie e, consequentemente, a segunda profissão de todos os integrantes. O objetivo é gravar algumas músicas autorais e regravar outras que fizeram parte da história. Durante todos esses anos, houve mudanças em sua formação, passando por ele também grandes amigos como Juliano Oliveira (Negão), João Paulo Candeu (Jota), Paulinho Candeu e Aliandre Moreira, que também colaboraram com o crescimento e reconhecimento do grupo.

A formação atual dos integrantes é: Alex Avelar (cavaco e voz), Pirsinho (Edilson Cardoso – pandeiro), Diogo Renan (surdo e percussão), Lucas Piazito (rebolo) e Neguinho (Dionata Pereira – reco reco e percussão).

“Aos fãs do Diretoria do Pagode, muito obrigado pelo respeito e reconhecimento. Somos gratos por fazerem parte da nossa história e nos deixar fazer parte da vida de vocês, alguns, hoje, casados, com suas famílias, que começaram namoros nos pagodes do Diretoria e os mais jovens que nos dão a oportunidade e nos tratam com muito carinho”, comentaram os integrantes.

Gabriel Chambó

Gabriel Chambó

O cantor Gabriel Chambó começou a se interessar por música e logo iniciou aulas de violão; profissionalmente, ele canta desde 2012 com o professor Enildo Quintino, em pequenos eventos, além de casamentos e barzinhos com voz e violão a partir de 2016, o que segundo ele foi o primeiro passo para a consolidação da carreira, que acontece em lanchonetes, bares, em Jurema Águas Quentes, e em toda a região, passeando por sertanejo, pop rock, MPB e rock. Chambó tem no cantor Guilherme de Sá, ex-vocalista da banda Rosa de Saron, sua principal inspiração musical.

Paralelo ao trabalho individual, o cantor é vocalista guitarrista da banda de rock Abacates Espaciais, que conta com mais três integrantes, e tem o projeto de lançar um EP com cinco músicas.

Ele comentou que, para 2021, em carreira solo quer lançar um CD com músicas autorais. “Tenho algumas músicas autorais e pretendo lançá-las ano que vem, mas o que geralmente me pedem são clássicos brasileiros do rock e MPB”, falou o cantor ao agradecer Ivaiporã por tudo que ele já conquistou com a música, levando o nome do município para outros lugares.

Banda Geração 89

Banda Geração 89

Um ritmo que tem ganhado cada vez mais adeptos no município é o bom e velho rock in roll, representado nessa reportagem pela banda Geração 89, batizada em referência a rádio 89 Rock e formada pelo vocalista e guitarrista Fayston Terra; vocalista e baixista Sidnei Cobianchi; guitarra solo e tecladist, João Paulo Costa Reis e baterista Ítalo Silva; inclusive, a banda passou por diferentes formações antes de chegar à atual, que tem Fayston e Sidinei como os precursores.

Os músicos ressaltaram que a relação familiar entre três dos integrantes facilita o entrosamento dos membros, que estão juntos desde 2016, com o ingresso do baterista Ítalo, que deu maior qualidade ao repertório da banda.

Com relação ao repertório, a banda Geração 89 incorporou clássicos do rock internacional mesclado com o rock nacional. “Fazemos algo que gostamos e. ao mesmo tempo, nos divertimos tocando, dessa forma a coisa flui e agrada nosso público fiel; nossas apresentações são, principalmente, em encontros de motos, carros antigos e eventos particulares. Música boa não tem estilo, é música boa”, descreveram, mencionando que a aceitação do repertório deles é bastante expressiva, uma vez que algumas músicas como “A sua maneira”, “Óculos” e “A sua maneira” fizeram parte da infância de muitas pessoas.

Comentários