Colégios de Ivaiporã não aprovam mudança para cívico-militar

Colégio Antonio Diniz

Colégio Antonio Diniz

Os colégios de Ivaiporã, Idália Rocha e Antônio Diniz Pereira, que haviam sido selecionados para o projeto das escolas cívico-militares não tiveram aprovação da comunidade escolar para implantação do modelo.

Ao final da votação encerrada na noite de quinta-feira, 29 de outubro, que envolveu pais, responsáveis, professores e funcionários, além de alunos maiores de idade, 237 pessoas compareceram para votação no Colégio Antônio Diniz, enquanto 363 pessoas votaram no Colégio Idália Rocha.

De acordo com o Núcleo Regional de Educação de Ivaiporã, no Colégio Antônio Diniz, foram 62 votos a favor da implantação do modelo proposto pelo Governo do Estado, o que representa 30%, e 175 votos contrários, o que equivale a 70% do total. Dos votos contrários, 105 foram de pais ou responsáveis e 70 foram dos funcionários do colégio.

No Idália Rocha, a soma final ficou em 151 a favor (42%) e 212 contra (58%). Dos votos a favor, foram 147 de pais e responsáveis e 4 de professores e funcionários. Os votos contrários foram 143 de pais e responsáveis e 69 de professores e funcionários.

O chefe do Núcleo Regional de Educação de Ivaiporã, Valber Clarimundo, lamentou que os dois colégios de Ivaiporã tenham perdido a oportunidade de ter um modelo de escola que é sucesso no Brasil e no mundo.